Alemanha para turismo: dicas de 11 cidades para ver o melhor do país

Leia dicas de 11 cidades para turismo na Alemanha (entre elas, Berlim, Munique e Frankfurt), com pontos turísticos e curiosidades. Com pacote ou por conta própria, podem ser exploradas em viagens combinadas

ATUALIZADO EM 28 DE MARÇO DE 2017

Conectadas por trem, 11 cidades da Alemanha para turismo rendem bons roteiros combinados. Alguns exemplos de boas conexões são Berlim com Dresden — a capital alemã é vibrante e moderna, e a outra, barroca — ou o trio Munique, Stuttgart e Nuremberg, uma viagem com história, automóveis e cervejas pelo sul da Alemanha. Nos roteiros, com pacotes ou por conta própria, você tem sempre a chance de explorar o mapa do país confortavelmente de trem ou carro e de entrar em contato com os aspectos culturais, a gastronomia, o clima e a beleza da Alemanha. E terminar, como nós, se apaixonando por esse país na Europa.

Os destinos mais visitados por brasileiros são Berlim, Munique e Frankfurt. Mas as melhores cidades da Alemanha para turismo, pela quantidade de atrativos e pela excelente infraestrutura, vão além dessas três. Outras que também recebem muitos turistas são Hamburgo, Stuttgart, Colônia, Nuremberg, Dresden, Leipzig, Hannover e Düsseldorf. Conheça um pouco dessas 11 cidades alemãs, curiosidades e seus principais pontos turísticos:

 

1 > BERLIM

TORRE DE TV E BARCO NA ILHA DE MUSEUS – Foto: European Travel and Events/Germain National Tourist Board/Divulgação

O Portão de Brandemburgo (Brandenburger Tor) e o parlamento alemão (Reichstag) são marcos da capital da Alemanha. A cidade que mais atrai visitantes brasileiros possui 400 galerias de arte e mantém em funcionamento 3 casas de ópera. A agitada vida noturna, os 1.500 eventos diários e as exposições da Ilha de Museus, Patrimônio Mundial da Unesco desde 1999, fazem a festa dos turistas que buscam cultura e entretenimento.

Berlim é dos bares, pubs e clubes noturnos que funcionam até alta madrugada. E da gastronomia que não se limita ao currywurst (a típica salsicha com curry que, a propósito, merece ser saboreada). É das compras na KaDeWe e na tradicional Kurfürsterdamm, avenida que mantém vivo muito de seu charme.

Não deixe de circular também pela antiga Berlim Oriental, onde ficam ícones da cidade, como a Torre de TV da Alexanderplatz e a catedral (Berliner Dom). Símbolos da era comunista viraram atrações na capital alemã: os ampelmännchen, bonequinhos da sinalização de trânsito, e o trabant, carro-padrão da República Democrática da Alemanha. Vá o DDR Museum, máquina do tempo que leva o visitante ao cotidiano na era comunista. É possível ainda ver um trecho do Muro em pé, hoje uma galeria de arte (a East Side Gallery) e um ponto de checagem da época em que a cidade estava dividida (o Checkpoint Charlie).

E, não importa a direção, há uma Berlim a ser explorada também com crianças, em atrações como o Berlin Zoo, o mais antigo zoológico da Alemanha, e o Legoland Discovery Center, nas proximidades da Potsdamer Platz.

Reserve seu hotel em Berlim pelo Booking*

 

2 > MUNIQUE

Foto: Markus Dlouhy/Turismo de Munique/Divulgação

A capital da Baviera é lembrada pela Oktoberfest, maior festa de cerveja do mundo, imitada em tantos países. Mas, ao sul da Alemanha, Munique oferece ainda área verde ao ar livre, museus, compras e bons lugares para comer e beber as delícias da Baviera, acompanhadas do Bretzel, pãozinho típico em formato de coração. Seus jardins de cerveja, biergartens, são mundialmente famosos. De junho a setembro, tomam-se ali ótimos copões, com o líquido resguardado pela Lei da Pureza da Cerveja, escrita em 1516.

Praça principal desde a fundação da cidade, a Marienplatz concentra linhas de metrô e ônibus. Em seu torno estão lojas, restaurantes e cartões-postais, como a Frauenkirche (igreja de inconfundíveis cúpulas verdes) e o Viktualienmarkt, o mercado de alimentos. Antiga morada dos reis bávaros, o Residenz exibe ao público seus ambientes decorados e um bonito jardim, o Hofgarten.

No Englischer Garten, um dos maiores parques urbanos do planeta, pode-se relaxar no biergarten da Torre Chinesa (Chinesischer Turm), andar de pedalinho, caminhar ou observar o surfe nas margens do Isar, principal rio da cidade.

Com 50.000 m² de área, o Deutsches Museum é um dos primeiros museus de ciência e tecnologia do mundo. E onde as crianças têm um espaço dedicado a elas, o Kinderreich. Outro ponto que vale é a Allianz Arena, com tour pelo estádio e visita ao Museu do Bayern de Munique. Dê ainda um giro pelo moderno Museu da BMW, vizinho ao parque olímpico. Palco dos Jogos de 1972, hoje tem um estádio aberto à visitação, uma torre com vista panorâmica e um aquário SeaLife.

Reserve seu hotel em Munique pelo Booking*

 

3 > FRANKFURT

STÄDEL MUSEUM – Foto: Germain National Tourist Board/Divulgação

Uma cidade, duas vertentes: riqueza cultural e financeira. À margem sul do Meno, Frankfurt possui uma incrível sequência de 13 museus (Museumsufer). Em prédios do século 19 restaurados funcionam preciosidades como o Städel, com obras de arte de 7 séculos, e o Museum für Moderne Kunst, dedicado à arte moderna. No Centro, a cidade mantém até um museu para formar novos frequentadores de museu, o Kinder Museum Frankfurt — um dos 13 museus alemães voltados para a criançada que reunimos numa lista.

Ao norte do rio, os arranha-céus contrastam com a arquitetura do centro histórico. A cidade é sede da Bolsa de Valores da Alemanha, do Euro e tem escritórios de pelo menos 300 instituições financeiras internacionais. Suba à plataforma panorâmica da Main Tower para admirar a vista.

Não há giro pela parte antiga que não inclua uma visita à linda praça central (Römmerberg). A casa de Goethe, grande nome da literatura alemã, é um outro ponto interessante no Centro. Quando fizer uma pausa para degustar os pratos da culinária alemã, prove também o vinho de maçã, bebida típica da cidade.

Dona do maior aeroporto da Alemanha, a Frankfurt é a porta de entrada para o turismo de negócios no país. No calendário, se destacam a anual Feira do Livro e o Salão Internacional do Automóvel, com as novidades do setor a cada dois anos.

Reserve seu hotel em Frankfurt pelo Booking*

 

4 > STUTTGART

MUSEU DA PORSCHE – Foto: Porsche AG/Divulgação

Arte e velocidade andam juntas em Stuttgart. As lendárias Mercedes-Benz e Porsche possuem museus na cidade, onde apresentam suas coleções e contam a história do automóvel, inventado na Alemanha em 1883. Essa paixão pelos carros fica ainda evidente durante a Retro Classics, a maior feira de automóveis antigos da Europa, realizada anualmente em março.

Quem aprecia arte, no sentido tradicional da palavra, pode visitar as obras expostas na Staatsgalerie Stuttgart, com arte moderna e contemporânea, representada por mestres alemães, italianos e holandeses, e no Stuttgart Kunstmuseum, com cerca de 15.000 obras de arte moderna. Há ainda um museu dedicado à literatura. Não deixe de visitar as coleções de arqueologia e a etnologia do Landesmuseum, que possui uma área específica para crianças, o Junges Schloss.

Nos dias ensolarados, Stuttgart pede atrações ao ar livre. Estender-se pelo gramado da praça em frente à antiga residência real (Neues Schloss) é programa para turistas e locais. Ou caminhar pelo Wilhelma, o primoroso jardim botânico e zoológico criado pelo rei Guilherme I.
Stuttgart faz parte de uma das 13 regiões produtoras de vinho da Alemanha, com rótulos premiados. As propriedades estão localizadas nas encostas da cidade e abertas à visitação. Uma vassoura pendurada na porta é o sinal para você entrar e desfrutar de uma taça de Trollinger ou Lemberger, por exemplo. Se possível, saboreando o maultaschen, o ravióli da região da Suábia.

Reserve seu hotel em Stuttgart pelo Booking*

 

5 > NUREMBERG

SALSICHA BRAWURST – Foto Angela Ditze/Turismo de Nuremberg/Divulgação

O centro antigo fica dentro de uma muralha. Nele, destaca-se o Kaiserburg, castelo no alto da colina, de onde se tem uma vista incrível da cidade. Nuremberg passou por uma enorme e meticulosa reconstrução depois de ser destruída pelos bombardeios dos Aliados, em 1945. Interessados na Segunda Guerra encontram pontos ligados ao assunto, casos do Centro de Documentação do Nazismo (Dokumentationszentrum Reichsparteitagsgelände), que conta como foi a ascensão do regime liderado por Adolf Hitler, e do Memorial do Tribunal de Nuremberg, onde ocorreram os julgamentos dos crimes cometidos no conflito mundial.

Não deixe de provar a bratwürst, deliciosa salsicha local que pode ser encontrada tanto em tabernas medievais como o Zum Gulden Stern ou em barraquinhas de rua, na forma do sanduíche drei im weggla. No inverno, experimente também o lebkuchen, pão de mel típico de Nuremberg.

A cidade no norte da Baviera tem um dos mais famosos mercados de Natal da Alemanha. Ocupa todo o centro antigo e tem uma área dedicada especialmente às crianças. Nuremberg, aliás, é bem receptiva aos pequenos, que podem conhecer os trens da Alemanha na Kibala (área infantil do Deutsche Bahn Museum), visitar o zoológico Tiergarten com show de golfinhos e se divertir no Playmobil Fun Park, parque dos bonequinhos na vizinha Zirndorf.

Reserve seu hotel em Nuremberg pelo Booking*

 

6 > HAMBURGO

PASSEIO DE BARCO – Foto: Thomas Hampel/Germain National Tourist Board/Divulgação

Maior cidade portuária da Alemanha, Hamburgo é banhada por dois rios, o Elba e o Alster. Não é à toa que o mercado de peixe é uma atração aos domingos. Na região de Speicherstadt, o conjunto de armazéns do século 19 abriga museus atualmente — entre eles, o Miniatur Wunderland, a maior maquete de ferrovia do mundo.

No novo bairro que vem se formando em Hafen City, surgem opções de lazer e de serviços, no cenário que alterna modernos prédios comerciais e residenciais com velhos galpões de tijolinho, tudo às margens do rio. Inaugurado em 2014, o futurista prédio da Filarmônica do Elba é um dos marcos dessa revitalização do cais. Todo maio Hamburgo comemora o aniversário de seu porto, com festa em terra e desfile de navios.

Por leitos e canais é possível descobrir um outro lado da segunda maior cidade da Alemanha tomando uma embarcação a partir de Landungsbrücken, píer que no verão europeu ganha ares de praia. Em solo firme, recomenda-se uma visita à Igreja de São Miguel, à prefeitura e pelo circuito de compras da região de Mönckebergstrasse. Zona boêmia da cidade, St. Pauli concentra bares e pubs, além de bordéis. Acredite, foi nesse pedaço de mal caminho de Hamburgo que os Beatles fizeram seus primeiros shows.

Reserve seu hotel em Hamburgo pelo Booking*

 

7 > COLÔNIA

CATEDRAL DE COLÔNICA, PATRIMÔNIO MUNDIAL PELA UNESCO – Foto: Jochen Keute/Germain National Tourist Board/Divulgação

A cidade alemã e sua catedral são consideradas Patrimônio da Humanidade pela Unesco. É na igreja em estilo gótico, famosa pela torres de 157 metros de altura, que está urna com os restos mortais dos 3 reis magos. Em Colônia, existem 12 igrejas de arquitetura românica e 42 museus. Lá também fica a maior universidade da Alemanha (Universität zu Köln), o que garante à cidade espírito jovem e vida noturna agitada, especialmente nos bairros de Friensenvertel, Belgisches Viertel (o alternativo bairro belga), Südstadt e no antigo distrito industrial de Ehrenfeld.

Outros destaques locais são o Carnaval, com desfiles pelas ruas, e o Luzes de Colônia, festival de fogos de artifício que iluminam a noite da cidade, todos os anos, no 2º fim de semana de julho. Colônia é ainda a cidade do perfume: lá são encontradas as sedes de fábricas bem antigas da Alemanha, como a Farina, fundada em 1792.

Não deixe de provar a Kölsch. Mais do que uma cerveja artesanal, seu nome é sinônimo de um jeito de ser da maior cidade às margens do rio Reno. Essa vocação para celebrar a vida faz de Colônia referência em matéria de eventos e atrações para a comunidade GLS.

Reserve seu hotel em Colônia pelo Booking*

 

8 > DÜSSELDORF

SHOPPING NA KÖ, RUA DE COMÉRCIO – Foto: Jochen Keute/Germain National Tourist Board/Divulgação

O assunto aqui é moda. Düsseldorf tem um luxuoso boulevard para compras, o Königsallee. Kö, para os íntimos, concentra vitrines de marcas como Armani, Jil Sander, Prada entre outras grifes. Hotéis de luxo e cafés completam o cenário. Se busca algo mais em conta, vá a uma das 120 lojas do Düsseldorf Arcaden, em Bilk. Em bairros como Flingern encontram-se moda alternativa e produtos de novos estilistas.

Experimente também percorrer as ruelas do centro histórico. De dia, visite atrações como a Basílica de Lambertus e a Torre do Castelo. Para a noite, confira os 260 restaurantes, bistrôs e pubs, que, alinhados, formam quase um único bar. Lugar de encontro, a orla do Rio Reno se estende do centro antigo à moderna área de MedienHafen. Ali, restaurantes e lounges agitam a região renovada por arquitetos como Frank Gehry e David Chipperfield.

Reserve seu hotel em Düsseldorf pelo Booking*

 

9 > DRESDEN

A CIDADE E O RIO – Foto: Jochen Keute/Germain National Tourist Board/Divulgação

Dresden foi praticamente destruída pelos bombardeios da Segunda Guerra. É impressionante ver o trabalho de reconstrução da Frauenkirche (Igreja de Nossa Senhora), que reaproveitou parte dos tijolos originais.

Situada no vale do Rio Elba — e conhecida como a Florença da Alemanha — a cidade possui maravilhas da arquitetura barroca, como o Palácio Zwinger, erguido no século 18. Possui ainda 12 museus imperdíveis no Palácio Real (Dresden Residenzschloss) e música de qualidade, ouvida no Semperoper (teatro para ópera, concerto e balé) ou em apresentações nos clubes de jazz que estão na Prager Straße, no centro histórico.

No mercado de Natal mais antigo da Alemanha, a tradição fica por conta do stollen, o bolo típico de Dresden. Para os que tiverem um tempinho a mais na viagem, é possível fazer um bate-volta até a vizinha Meissen, cidade famosa pela porcelana que fabrica.

Reserve seu hotel em Düsseldorf pelo Booking*

 

10 > LEIPZIG

CORAL DOS MENINOS DA IGREJA DE ST. THOMAS – Foto Brzoska/Turismo de Leipzig/Divulgação

A trilha sonora aqui é clássica, com certeza. A visita a Leipzig é embalada por Wagner, Schumann e Mendelssohn. Bons programas incluem apresentações na Leipzig Gewandhaus (a sala de concertos) e do Coral dos Meninos de São Tomás, fundado há 800 anos na igreja de mesmo nome (Thomaskirche) e que teve Bach como regente.

Um tour de 5 km percorre outros locais onde esses mestres da composição viveram, trabalharam e frequentaram, como o Zum Arabischen Coffe Baum, um dos mais antigos cafés da Europa, aberto em 1711. Essa estreita ligação da cidade com a música também pode ser confirmada em uma visita ao Museu dos Instrumentos, com um dos maiores acervos do gênero.

Além da contribuição musical, os protestos pacíficos promovidos pela população de Leipzig, em especial na Igreja de São Nicolau (Nikolaikirche), foram cruciais para o fim da divisão da Alemanha em duas no ano de 1989.

Reserve seu hotel em Leipzig pelo Booking*

 

11 > HANNOVER

 

ÁREAS VERDES DE HANNOVER – Foto: Astrid Burkhardt/Erlebnisregion HannMünden/Divulgação

A imagem de centro mundial das feiras de negócios é a face mais falada e divulgada de Hannover. A cidade, no entanto, começa a ficar igualmente conhecida pelos grandes espaços verdes e pelas políticas de sustentabilidade nas últimas duas décadas. Por isso, talvez uma boa maneira de explorar Hannover seja de bicicleta.

Entre as atrações mais visitadas está o prédio da nova Prefeitura (Neues Rathaus), cuja cúpula de 55 metros de altura proporciona uma visão panorâmica. Uma opção para conhecer a cidade é seguir a Roter Faden, rota demarcada por uma linha vermelha, com 4 km de extensão e que passa por cerca de 36 atrações.

Não deixe de ir ao Herrenhäuser Gärten — parque com jardins barrocos, onde são realizados festivais de fogos de artifício, espetáculos de teatro e concertos ao ar livre no verão — ou dê uma passada no zoológico número 1 da Europa, que reproduz desertos e savanas africanas.
Para compras, circule pelo centro histórico e pelas lojas da Georgstrasse e da Bahnhofstrasse. À beira do Rio Leine, fica um dos principais mercados de pulgas da Alemanha.

Reserve seu hotel em Hannover pelo Booking*


*Quando você reserva pelo Booking, um percentual do valor é repassado ao Como Viaja. Assim, você contribui para que a gente continue a escrever aqui. Conheça todos os parceiros do Como Viaja, que oferecem passagens, hotéis, guias e reservas de atrações, e planeje sua viagem

4 Comments

    • Rosa Maria, que bom que gostou!
      Conhece a Alemanha? Conta para a gente se tem dicas ou pretende visitar o país.

  1. Ana

    Bem legal!

    • Obrigada, Ana!
      A Alemanha é um país lindo. Já esteve por lá? Planeja ir?

DEIXE SEU COMENTÁRIO