Alemanha: 4 zoológicos imperdíveis

Texto e fotos de Fernando Victorino e Nathalia Molina

Quando você se programa para visitar quatro zoológicos em um mesmo país, a primeira sensação é a de que você verá mais do mesmo em todos. Na Alemanha, isso é um engano. Berlim, Munique, Nuremberg e Stuttgart possuem zoológicos com identidade própria, com fauna e flora apresentados de modo particular.

Foto: Nathalia Molina @ComoViajaNós visitamos esses quatro zoos, e nossa surpresa não parou por aí. Ficamos impressionados com a estrutura oferecida aos visitantes em todos eles. Acesso fácil por transporte público,
sinalização eficiente, lanchonetes diversas, variedade de animais e apresentação e cuidado com os bichos (de pelo brilhante). Tudo impecável.

Alemanha, Nuremberg, Zoológico, Tiergarten - Foto Nathalia Molina @ComoViajaPasseio ideal para quem está em férias com a família ou deseja simplesmente admirar a natureza — abaixo você encontra os links para os textos que escrevemos sobre nossa visita a cada um deles. Em alemão, um dos nomes para zoológico é Tierpark: Tier (animal) + Park (parque). A ideia de parque traduz bem os lugares onde estão instalados os zoológicos. Cheios de verde e diversão para a meninada, eles não se restringem aos animais (o que já seria bem bom).

Como em toda área ao ar livre, em época de calor, lembre-se de protetor solar, chapéu e água, principalmente nos cuidados com as crianças.

O indicado é ir de manhã, no início do funcionamento do zoológico. Assim, dá para ver os animais e aproveitar outras atrações, como assistir a shows ou alimentação dos bichos e até almoçar num dos restaurantes dentro dos parques.

Zoo, em Berlim: o mais antigo e o mais urbano

Berlim, Alemanha, Zoológico, Crianças - Foto Nathalia Molina @ComoViajaFundado em 1844, o zoológico de Berlim é mais antigo da Alemanha. E também o mais urbano entre todos os que visitamos. Sensação reforçada pelas construções que abrigam os animais. Em vez de tocas, há boas casas que permitem ao visitante acompanhar a rotina dos bichos mesmo nos dias de frio e neve.

Ver o leão acordar de um breve cochilo e escutar seu estrondoso rugido num salão fechado é algo impressionante. Meses depois, nosso filho ainda fala disso.

Berlim, Alemanha, Zoológico, Crianças - Foto Nathalia Molina @ComoViaja

 

Hellabrunn, em Munique: um passeio completo

Munique, Alemanha, Zoológico, Crianças, Hellabrunn - Foto Nathalia Molina @ComoViaja (15)O grande barato desse parque com uma área de 360 mil metros quadrados é a capacidade que ele tem de ser completo. Tem bicho, sim. Vários e bonitos, como os dois filhotes de ursos polares nascidos neste ano.

Mas há também muitos brinquedos onde as crianças se aventuram, seja escalando e descendo de um imenso escorregador ou explorando um brinquedão à base de madeira e corda. Foi difícil tirar o Joaquim dessa área. O zoológico de Munique é passeio para um dia inteiro. Porque ver os animais vale muito a pena. Mas brincar, também.

Munique, Alemanha, Zoológico, Crianças - Foto Nathalia Molina @ComoViaja

 

Tiergarten, em Nuremberg: lindo bosque com animais

Alemanha, Nuremberg, Zoológico, Tiergarten - Foto Nathalia Molina @ComoViajaAqui a visita ao zoológico reserva uma experiência selvagem. Os bichos estão integrados à natureza, geralmente em áreas amplas. Ver animais requer disposição para percorrer caminhos ladeados por grandes árvores. Espaço ótimo para a criançada correr livremente, enquanto espera chegar até o próximo bicho no zoológico de Nuremberg.

Meta-se por subidas suaves ou ladeiras em busca de uma nova espécie. E não deixe de assistir ao show de golfinhos e leões-marinhos.

Alemanha, Nuremberg, Zoológico, Tiergarten - Foto Nathalia Molina @ComoViaja

 

Wilhelma, em Stuttgart: ainda tem flores, muitas flores

Alemanha, Stuttgart, Zoológico, Jardim Botânico, Crianças, Wihelma - Foto Nathalia Molina @ComoViaja (31)O jardim botânico criado ao gosto do rei Guilherme I é uma explosão de cores. Não há como ficar indiferente às milhares de espécies nas estufas e nos canteiros. Carrinhos de bebê e pequeninos passeando pelos jardins são uma constante no Wilhelma.

O que já é lindo se supera quando se alcança à imensa área dos animais. E, como se contemplação não bastasse, você pode entrar em um salão repleto de borboletas, vê-las voar e poder sentir o delicado pouso de uma delas em seu corpo. Com 5 anos, nosso filho, Joaquim, curtiu.

Alemanha, Stuttgart, Zoológico, Jardim Botânico, Crianças, Wihelma - Foto Nathalia Molina @ComoViaja (6)

Booking.com

DEIXE SEU COMENTÁRIO