Aquário do Rio de Janeiro: ingresso e dicas do AquaRio

Veja dicas do AquaRio, novo aquário da cidade, para planejar sua visita: onde fica, o que ver, como ir de VLT e preço do ingresso. Perto da revitalizada Praça Mauá, o maior aquário da América do Sul tem cerca de 3.000 animais de 350 espécies e um túnel transparente em que o visitante atravessa um tanque com raias e tubarões

Inaugurado em outubro de 2016, o AquaRio, aquário da cidade, é mais uma etapa de reformulação da zona portuária. Ele funciona entre os armazéns 7 e 8, perto do Boulevard Olímpico e da Praça Mauá, onde estão o Museu do Amanhã e o Museu de Arte do Rio (MAR). É uma boa opção de passeio em família ou entre amigos para quem estiver no Rio de Janeiro em qualquer época do ano, faça chuva ou faça sol. E o melhor: de fácil acesso graças ao moderno VLT Rio.

Fotos: Alexandre Macieira/VisitRio/Divulgação

Como é o aquário do Rio

O maior aquário da América do Sul ocupa 26.000 m² divididos em 5 andares. Nos cerca de 4,5 milhões de litros de água salgada dos tanques vivem perto de 3.000 animais de 350 espécies diferentes. Cada estação de visita possui monitores de LED, que transmitem informações a respeito das espécies e dos habitats.

A visita não é meramente passiva como em muitos aquários. No campo da interatividade, é possível pagar à parte para ter direito a uma visita virtual. Inclui a chance de criar um peixe digital, que acompanha o visitante em terminais ao longo do percurso.

Totalmente privado, o AquaRio é um centro de visitação e também de educação e de pesquisa, concebido e dirigido pelo biólogo Marcelo Szpilman.

Assim que chega ao aquário, o visitante se depara com o esqueleto de uma baleia jubarte, encontrada na Praia da Macumba, na zona oeste do Rio. Suspensa no lobby, a ossada mede 13 metros de comprimento e pesa 37 toneladas.

O que fazer no AquaRio

Conhecer peixes do litoral brasileiro, da costa caribenha e dos Oceanos Índico e Pacífico. Para isso, percorra os 28 tanques que compõem o aquário. O principal deles, o Oceânico, mede 7 metros de profundidade e é cortado por um túnel todo de acrílico que deixa raias e tubarões de grande porte mais próximos dos visitantes.

Sem dúvida, há espaço para muita fofurice de gêneros como o peixe-palhaço (Nemo, como é conhecido pela criançada), mas também contato com tipos nada graciosos, como as perigosas moreias, peixes-leão, peixes-pedra e raias elétricas.

Dentro do AquaRio funciona o Museu de Ciências. O mundo formado por minúsculos seres que habitam o mar é explorado com a ajuda de um microscópio, cuja a imagem é transmitida simultaneamente a todos no local.

Já no Aquário Virtual (atividade paga à parte) a aposta é na tecnologia de ponta, não só para ensinar sobre o funcionamento das espécies como também o que é necessário para preservá-las. Com recursos digitais como a realidade aumentada (3D), dá para ficar por dentro de detalhes da vida de tartarugas ou golfinhos, por exemplo. O modo touch não está restrito ao plano virtual. Em 3 tanques de toque é possível encostar a mão em raias e em tubarões-bambu.

Com o tempo, o aquário do Rio promete ampliar a experiência dos visitantes no universo marinho em exposição. Até o fim do 1º semestre de 2017, será possível dormir uma noite no aquário, com direito a lanche noturno e café da manhã. Segundo o site oficial, crianças a partir de 6 anos poderão participar da atividade, que será realizada no túnel que atravessa o Tanque Oceânico.

Outras atividades previstas para 2017 são o mergulho ao lado de peixes, raias e tubarões e a visita aos bastidores do aquário.

 

VALE SABER

Endereço: Praça Muhammad Ali, s/nº, Gamboa, Rio de Janeiro

Transporte: A linha 1 do VLT deixa você em frente ao aquário. Pegue o bonde no sentido Rodoviária/Praia Formosa e desça na estação Utopia/AquaRio. Entenda como funciona o VLT Rio e quais são suas linhas e saiba como comprar passagem do VLT

Funcionamento: Diariamente, das 10 às 18 horas (última entrada às 17 horas)

Preço: O ingresso custa R$ 80 (menores de 3 anos, grátis); crianças e adolescentes entre 3 e 17 anos, estudantes do Rio e de outros estados (entre 18 e 24 anos), pessoas acima de 60 anos e portadores de necessidades especiais, R$ 40; moradores ou nascidos no Rio de Janeiro (mediante apresentação de comprovante na catraca de entrada), R$ 60.

O Aquário Virtual, com direito a criar o próprio peixe que acompanha o visitante durante o tour, custa R$ 15.

Dá para comprar o ingresso na bilheteria do próprio aquário ou na internet. No site oficial é possível consultar a disponibilidade de data e escolher o horário da visita

Alimentação: No hall de entrada do aquário, onde fica o esqueleto da baleia jubarte, há 4 quiosques com comida: Doce Mar (balas, pipocas e biscoitos), Vezpa (pizza), Geneal (o clássico cachorro-quente do Rio) e Itália (tradicional sorveteria da cidade).

No 3º andar funciona um café, para quem deseja fazer um lanche rápido. No futuro, o AquaRio pretende abrir um restaurante com serviço de buffet no 4º andar

Compras: Roupas, acessórios, pelúcias entre outros produtos relacionados à vida marinha estão à venda na loja de 420 m² e formato de baleia

Site: www.aquariomarinhodorio.com.br

Booking.com

DEIXE SEU COMENTÁRIO