Bolo de rolo: origem do patrimônio de Pernambuco

Bolo de rolo não é rocambole. Saiba a história desse patrimônio de Pernambuco, de origem a sabores. Quitute é vendido em São Paulo. A receita atravessou gerações e ganhou versões além da goiabada, como a de chocolate

ATUALIZADO EM 26 DE FEVEREIRO DE 2017

Pronto, de posse da informação de que bolo de rolo não é rocambole você já pode ir a Pernambuco e não cometer a imprudência de comparar o bolo-símbolo, patrimônio imaterial do estado, com qualquer outra massa de bolo ordinariamente enrolada. Você pode achar exagero, coisa de quem está fazendo doce. E é. O orgulho do pernambucano com a sua iguaria é grande e vem de longe, desde o tempo em que a receita teve origem, época em que a região era a maior produtora de açúcar em todo o mundo, entre os séculos 16 e 17.Bolo de Rolo, Casa dos Frios, Recife, Pernambuco - Foto retirada da página do facebook da empresa

A origem do bolo de rolo

O açúcar moldou o paladar nordestino naquele período, atravessou gerações em receitas guardadas como um segredo. Caso do bolo de rolo, variação para o colchão de noiva, um tipo de doce português recheado de amêndoas. Por aqui, a ausência do fruto seco levou as senhoras de engenho a trocá-lo pela mistura de água, açúcar e goiaba, fruta que dava aos borbotões — sim, eram as próprias sinhás que preparavam o bolo, maneira encontrada por elas para resguardar a receita, que passava de mãe para filha.

Por trás da aparente simplicidade sugerida pelos ingredientes, o bolo de rolo exige cuidado especial no preparo. O segredo está na junção das finas camadas de massa e de goiabada antes de ganhar uma generosa cobertura de açúcar e ser enrolado. É isso que faz ele ter aquele inconfundível desenho em espiral a cada fatia cortada, como você vê na foto de divulgação do Turismo de Pernambuco — o clique lá do alto do texto é de Hugo Acioly. O bolo é lindo! Dá pena de comer. Mentira, tá!

Onde comprar bolo de rolo

Patrimônio Cultural e Imaterial de Pernambuco desde 2008, o bolo de rolo é facilmente encontrado no café de manhã de quase todo hotel ou pousada do estado. Se estiver em Recife, passe na Casa dos Frios, misto de delicatessen, padaria e empório que tem no bolo de rolo seu carro-chefe — veja a página da empresa no facebook.

Até pouco tempo eles vendiam o quitute pela internet. Agora, só em quiosques como o que eles mantêm no aeroporto de Salvador ou, para quem estiver em São Paulo, no aeroporto de Congonhas e em em locais como Eataly, Empório Santa Maria, Casa Santa Luzia e na franquia Ojuara Tapiocaria.

Foi de olho no crescente interesse dos paulistanos pela iguaria que a Casa do Bolo de Rolo começou a fabricar a secular receita em 1998. A empresa que fica em São Caetano do Sul, na Grande São Paulo, fornece para a Rede Pão de Açúcar e Extra, além de padarias e cafeterias da capital. Eles ainda fabricam uma versão em miniatura que faz as vezes de bem-casado.

Bolo de Rolo, Casa dos Frios, Recife, Pernambuco, Vários Sabores - Foto retirada da página do facebook da empresa
Fotos retiradas da página da Casa dos Frios no facebook

Reserve seu hotel em Pernambuco pelo Booking

Novos sabores

Se um autêntico bolo de rolo deve levar em conta o preparo à moda pernambucana, seu sabor sofreu uma certa licença poética. Chocolate e doce de leite já atendem a paladares menos ortodoxos. Mas a goiabada segue sendo campeã de venda.

Dentro das variações sobre o mesmo tema, a Casa dos Frios prepara sobremesas que usam a iguaria como base. Torta de bolo de rolo com cream cheese e goiabada e naked cake são dois bons exemplos. Isso sem falar nas explosivas combinações do bolo levemente tostado, servido com uma bola de sorvete e calda de goiaba.

Ficou com água na boca? Eu também.

DEIXE SEU COMENTÁRIO