Gastronomia na Dinamarca

GERANIUM – Fotos: Visit Denmark/Divulgação

Há algo de saboroso no reino da Dinamarca. Essa parece ser a conclusão a que chegaram os especialistas em gastronomia. Nos últimos 10 anos, os chefs de cozinha do país nórdico voltaram seus olhos para dentro de seus quintais e de lá tiraram inspiração para recriar receitas tradicionais da Escandinávia.

Como resultado desse movimento, a Dinamarca consolida sua posição de destaque no cenário gastronômico europeu com 26 estrelas no Guia Michelin 2016, sendo 3 delas dadas pela 1ª vez ao restaurante Geranium, que usa produtos orgânicos nos pratos de seu cardápio (desde 1987, a Dinamarca é pioneira na utilização de um sistema de selos para identificar alimentos livres de agrotóxicos e outros agentes químicos. Há 6 anos, essa certificação também é encontrada em muitos restaurantes).

NOMA
NOMA

Copenhague detém o título de capital nórdica da boa mesa, com 16 casas estreladas pelo Michelin, entre elas o Noma. Eleito 4 vezes o melhor restaurante do mundo nos últimos 6 anos, a casa que funciona em um armazém do século 18, na orla do canal de Nyhavn, foi quem liderou a volta às origens da culinária escandinava.

A tradição culinária do país também se estende a refeições rápidas de lugares como o novato Øl & Brød (Pão e Cerveja, em dinamarquês), que vende o autêntico smørrebrød — sanduíche aberto feito com pão de centeio coberto por frutos do mar defumados, frios, queijo e temperos — acompanhado por um dos 10 tipos de cerveja disponíveis. Em Copenhague, há espaço ainda para comida de rua em muitos foodtrucks que ocupam o antigo depósito de papel da cidade. Das panelas e chapas saem receitas italianas, tailandesas, marroquinas, entre outras nacionalidades.

Direto da fonte

Um dos segredos do sucesso da gastronomia dinamarquesa está enterrado no solo arenoso e rico de Lammenfjorden, pedaço de chão avançado sobre o mar, a pouco mais de 1 hora de carro de Copenhague. O caminho feito pelos chefs na hora de buscar a matéria-prima para seus menus agora é a rota apontada para visitantes que desejam experimentar o conceito farm-to-table (levar alimentos do campo à mesa no menor intervalo possível).

No Dragsholm, castelo com mais de 800 anos de história transformado em hotel, os hóspedes consomem pratos feitos à base de legumes, raízes e folhas cultivadas na propriedade. E ainda podem participar de um tour guiado para procurar alimentos na floresta.

Os visitantes podem experimentar o que de mais saboroso está sendo preparado na Dinamarca nos diversos festivais de comida organizados pelo país, eventos onde é possível comer e beber nos melhores restaurante a preços reduzidos ou ainda ir às compras nos mercados de alimentos. Conheça 2 deles:

1 > COPENHAGEN COOKING

O maior e mais importante festival gastronômico do norte da Europa promete novidades para a edição de 2016. A expectativa é ultrapassar a casa dos 150 eventos organizados, responsáveis por atrair 100 mil pessoas ao festival.

VALE SABER

Quando: Em 2016, de 19 a 28 de agosto

Site: copenhagencooking.dk

Dinamarca Gastronomia Cafes Aarhus - Foto Photopop VisitDenmark Divulgacao
CAFÉ EM AARHUS

2 > FOOD FESTIVAL (AARHUS)

A 2ª cidade mais importante do país organiza anualmente, às margens de sua baía, o Food Festival. A parceria entre chefs de cozinha e produtores locais foi reconhecida pelo Instituto Internacional de Gastronomia, Cultura, Artes e Turismo, que indicou Aarhus e seu entorno como Região Europeia da Gastronomia em 2017.

VALE SABER

Quando: Em 2016, de 2 a 4 de setembro

Site: foodfestival.dk

 

DEIXE SEU COMENTÁRIO