Esqui na Argentina: temporada de inverno 2013

Esqui, Argentina, Catedral - Foto Eliseo Miciu, Divulgação

CATEDRAL — Foto: Eliseo Miciu/Divulgação

ESTE TEXTO FOI PUBLICADO NO ESPECIAL DE FÉRIAS DO CADERNO VIAGEM, DO JORNAL ESTADO DE S. PAULO (aqui na íntegra) — edição de maio de 2013

Leia também sobre esqui no Chile

Texto de Nathalia Molina

A celebração do inverno em Bariloche começa antes neste ano. A Fiesta de La Nieve, realizada em agosto na cidade argentina, foi antecipada para 21 de junho. Durante uma semana, espetáculos e atrações para a família garantem diversão. Entre as novidades para a temporada, a mais famosa entre os brasileiros terá pista indoor de patinação no gelo, na Rua Mitre, durante todo o inverno. O ponto promete ficar agitado, assim como o bar de gelo – os adultos tomam vodka em copos de gelo, enquanto as crianças brincam no iglu em miniatura. A neve argentina reserva aventura de Mendoza à Terra do Fogo, veja só:
CATEDRAL
Funciona há cerca de 70 anos, é a estação mais antiga da Argentina. Com 1.200 hectares de área (metade de pistas), 39 meios de elevação, 19 restaurantes e um shopping, Catedral atrai em torno 250 mil visitantes por inverno. O centro de esqui tem vista panorâmica para o Lago Nahuel Huapi e fica a apenas 11 quilômetros do centro de Bariloche.
  • Novidades: As pistas estão mais planas e seguras, com 18 máquinas de limpeza (antes eram 8). Mudanças na área digital prometem maior agilidade nos meios de elevação e na leitura dos passes
  • Destaques: Tem a maior superfície esquiável da América do Sul, com 9 quilômetros de pista e 11 canhões para produzir neve artificial. A escola de snowboard conta com 400 instrutores profissionais. Além da neve, a estação tem um farto calendário que inclui música, moda e arte
  • Quanto custa: A estação não administra hotéis. Para hospedagem na base do centro de esqui, é preciso procurar individualmente nos hotéis. Em Bariloche, há mais opções e em todas as faixas de preço
  • Mais: www.catedralaltapatagonia.com

Esqui, Argentina, Catedral - Foto Julián Lausi, Divulgação

Foto: Julián Lausi/Divulgação

 

CHAPELCO

Com 25 pistas de esqui, o centro de esqui está localizado a 20 quilômetros de San Martin de los Andes. O snowpark tem espaço para principiantes, intermediários e avançados.

  • Novidades: Passes para os meios de elevação podem ser comprados pelo site. O novo aplicativo para iPad informa condições meteorológicas, mapas de pistas, meios de elevação e notícias
  • Destaques: Em agosto e setembro, ocorrem na estação eventos esportivos internacionais como Tetratlón de Chapelco, Argentina Snow Polo e Chapelco Open Boardercross. No programa Back Bowls, esquiadores mais experientes praticam o esporte em pontos mais extremos
  • Quanto custa: Há opções para todas as faixas de preço – os turistas se hospedam na cidade de San Martin de los Andes
  • Mais: www.chapelco.com

Esqui, Argentina, Chapelco - Foto Secretaria de Turismo da Argentina, Divulgação

Foto: Secretaria de Turismo da Argentina/Divulgação

 

LAS LEÑAS

Com opções de hospedagem de diferentes categorias, Las Leñas oferece estrutura completa, que inclui spa, piscina coberta, discoteca e cassino. Há 30 pistas e 13 meios de elevação. Malargüe é a cidade mais próxima da estação, a 80 quilômetros.

  • Novidades: Principiantes e universitários têm 25% de desconto em passes com acesso a quatro pistas para esse público.  Para manobras radicais, há uma nova pista, a Bumps. O parador de montanha de pista Eros será reinaugurado, com lanches a preços acessíveis
  • Destaques: Complexo turístico completo, Las Leñas oferece uma das descidas mais livres e largas por pistas – Apolo, Netuno e Vênus, de 7.050 metros. Inaugurado em 2012, o meio de elevação Minerva 2 (com cadeiras para 4 pessoas por viagem) deu mais agilidade à estação
  • Quanto custa: Diárias a partir de US$ 198 para duas pessoas
  • Mais: www.laslenas.com

Esqui, Argentina, Las Leñas - Foto Secretaria de Turismo da Argentina, Divulgação

Foto: Secretaria de Turismo da Argentina/Divulgação

 

CERRO CASTOR

Pertinho de Ushuaia (distante 26 quilômetros), Cerro Castor possui 29 pistas, 11 meios de elevação, 6 pontos de alimentação (metade na base e o restante na montanha) e uma área para principiantes.

  • Novidades: Está com diversas inaugurações: centro de informações, restaurante, nova pista, mais um meio de elevação e edifício base de 1.300 m². Um aplicativo para celulares (Android e iPhone) mostra a estrutura da estação, temperatura, neve acumulada e pontos de interesse na montanha
  • Destaques: A temporada é mais longa por lá: há neve até outubro. A estação conta ainda com 12 canhões para produzir neve artificial. Pessoas com capacidade motora especial encontram equipamentos e instalações adaptadas
  • Quanto custa: Os preços variam de acordo com a categoria do hotel escolhido em Ushuaia
  • Mais: www.cerrocastor.com

Esqui, Argentina, Cerro Castor - Foto Secretaria de Turismo da Argentina, Divulgação

Foto: Secretaria de Turismo da Argentina/Divulgação

DEIXE SEU COMENTÁRIO