Icewine no Canadá, o vinho de uvas congeladas

Produzido com uvas congeladas, o icewine é um tradicional vinho do Canadá. Saiba o preço e como a bebida é feita perto de Toronto. A bebida licorosa costuma acompanhas a sobremesa, mas também pode ser apreciada sozinha

A temperatura tem de se manter por 3 dias a pelo menos 8 graus negativos. As uvas congeladas são, então, colhidas de madrugada para evitar que derretam e possam ser processadas ainda com gelo. Assim surge o icewine, vinho típico do Canadá.

Licoroso, é uma bebida que geralmente acompanha a sobremesa, mas, claro, pode ser apreciada sozinha ou ainda tomada junto com uma entrada de sabor marcante como foie gras. O icewine costuma ser mais adocicado. O primeiro que provei, há uns 7 anos, não me agradou. Era melado demais, e eu normalmente não gosto de nada muito doce.

Na última viagem ao Canadá, estive em Niagara-on-the-Lake, a região vinícola em Ontario conhecida por sua produção de icewine. Devo dizer que gostei tanto do que experimentei na vinícola Two Sisters, que comprei uma garrafa para dar de presente de aniversário à minha cunhada.

DEGUSTAÇÃO DE ICEWINE NA PELLER ESTATES - Fotos: Nathalia Molina @ComoViaja
DEGUSTAÇÃO DE ICEWINE NA PELLER ESTATES – Fotos: Nathalia Molina @ComoViaja

Além de fazer a degustação na Two Sisters, almocei no restaurante da propriedade (recomendo fortemente: comida italiana de qualidade). Na Peller Estates, a prova do icewine foi realizada num bar de gelo. Vesti um casacão e entrei num ambiente com temperatura a 10 graus negativos para experimentar a bebida.

RESTAURANTE DA TWO SISTERS WINERY
RESTAURANTE DA TWO SISTERS WINERY
COMIDA ITALIANA ÁRA ACOMPANHAR O VINHO NA TWO SISTERS
COMIDA ITALIANA DELICIOSA

Como é feito o icewine

Dependendo da variedade da uva, o icewine pode ter notas de mel, frutas, nozes e maple. Vidal é a mais usada, porém diferentes tipos de uvas vêm sendo experimentados. O que começou como uma bebida de tom dourado deu lugar também a novas versões de icewine, com uvas tintas.

DE UVAS BRANCAS E TINTAS
DE UVAS BRANCAS E TINTAS

O vinho também é produzido na Alemanha, na Áustria e nos Estados Unidos, mas o Canadá é o único país tão frio que consegue manter uma produção anual, de acordo com o Agriculture and Agri-Food Canada, órgão governamental responsável pelo setor de agricultura do país. A província de Ontario é a maior produtora de icewine do Canadá, seguida por British Columbia. Ontario exporta o equivalente a cerca de 15,6 milhões de dólares canadenses. Esse tipo de vinho também é feito, em menor escala, nas províncias da Nova Scotia e de Québec.

Quanto custa uma garrafa

O icewine é um vinho caro porque sua produção é custosa. Parte dos vinhedos são separados na colheita para produzir o vinho licoroso. As uvas deixadas na parreira congelam com a queda de temperatura. Se resistirem às intempéries e à ação de pássaros, são colhidas à mão quando o clima se mantém a pelo menos 8 graus negativos — da colheita surgiu a ideia de organizar uma festival de icewine no Canadá. As frutas devem ser processadas ainda congeladas.

Rendem menos do produto final, em comparação com os tipos regulares de vinho, segundo a Canadian Vintners Association, associação de vinícolas canadenses. Em torno de 3 kg de uva levam a uma garrafa de 375 ml de icewine. No vinho de mesa, essa quantidade resulta em 10 vezes mais da bebida.

NA PAREDE DO BAR DE GELO DA PELLER
NA PAREDE DO BAR DE GELO DA PELLER
AQUELA PASSADA NA LOJINHA
A IRRESISTÍVEL PASSAGEM NA LOJINHA

E quanto se paga por uma garrafa de icewine? Depende de fatores como a qualidade da uva e o método de produção. Por exemplo, o que comprei para a minha cunhada na Two Sisters é um Vidal, vendido a 35 dólares canadenses a garrafa de 200 ml. Já o Cabernet Franc cor de rubi que provei na degustação da Peller Estates custa 53,10 dólares canadenses no mesmo tamanho de embalagem.

Também há icewines engarrafados em 375 ml. Mas, levando em consideração que é um vinho adocicado, tomado em pequenas doses, eu indico mesmo que você compre a de 200 ml. Até para conseguir provar de tipos diferentes.

2 Comments

  1. Luciana Medeiros

    Bom dia Nathalia, parabéns pelo post. Irei para o Canada em maio e pretendo fazer o winery tour da Peller Estates. Você acha melhor deixar agendado ou pagar na hora? como você fez?

    • Oi, Luciana, obrigada pelo comentário! Que bom que gostou!
      Visitei a Peller Estates com um grupo de jornalistas, mas se fosse pessoalmente eu reservaria. Acho melhor garantir o passeio, para evitar frustração depois do deslocamento até lá.
      De qualquer forma, já entrei em contato com a assessoria de imprensa da vinícola para saber se é exigida a reserva nos tours ou se é possível pagar na hora. Assim que me responderem, incluo aqui.
      Volte sempre ao Como Viaja! E siga a gente nas redes: busque por @ComoViaja

DEIXE SEU COMENTÁRIO