Ilha da Madeira, em Portugal: entre destinos premiados da Europa

O que fazer na Ilha da Madeira? Um dos destinos de viagem premiados da Europa, esse pedaço de Portugal reúne luxo e linda natureza. Veja onde fica o arquipélago e como curtir Funchal, a capital, e outras de suas regiões

No ano em que Cristiano Ronaldo comemora seu quinto 5º título de melhor jogador do mundo, a Ilha da Madeira (terra onde o craque nasceu) celebra pela 4ª vez a conquista do World Travel Awards 2017, prêmio considerado o Oscar do turismo. O arquipélago venceu na categoria melhor destino insular da Europa. A Ilha da Madeira faz parte do grupo de 4 ilhas que formam o arquipélago de mesmo nome, pertencente a Portugal, país que a descobriu no século 15. Do pacote de ilhas fazem parte ainda a pequena Porto Santo e as até hoje inabitadas Desertas e Selvagens.

FUNCHAL, CAPITAL DA ILHA DA MADEIRA – Fotos: Turismo da Madeira/Divulgação

Apenas 2 horas de voo separam Lisboa desse ponto isolado na imensidão do Atlântico. A origem vulcânica da Ilha da Madeira justifica o relevo montanhoso. Essas e outras condições geográficas impõem ao arquipélago um permanente clima de primavera, com 20 graus de temperatura, em média, garantindo com que o destino possa ser visitado em qualquer período do ano.

Com 270.000 habitantes, esse destino português vive majoritariamente do turismo. Seguem algumas dicas se você pensa em planejar sua viagem para lá:

O que fazer na Ilha da Madeira

Funchal, a capital do arquipélago, tem um centro histórico rico e belo, de ruelas que combinam passado com vestígios da modernidade. Para entendê-la desde seus primórdios, conheça o velho Colégio dos Jesuítas, edificação de mais de 400 anos onde hoje fica a Universidade da Madeira, aberta à visitação e que mantém programação cultural com saraus e exposições.

ANTIGO COLÉGIO DOS JESUÍTAS

Ainda pela Funchal histórica, a chamada Zona Velha é opção de programa à noite, com bares e restaurantes em meio. A área têm muitas construções centenárias, como a Capela do Corpo Santo, a Catedral de Funchal, o Palácio São Lourenço e o Museu de Arte Sacra, onde estão expostas pinturas flamengas do século 15, época em que a refinação de açúcar era a principal fonte de renda da ilha — para saber mais sobre essa época, dê um pulo no Museu do Açúcar.

CATEDRAL DE FUNCHAL

É também no centro antigo que o projeto Arte de Portas Pintadas deu tintas novas ao bairro, transformando-o em uma galeria permanente a céu aberto.

GALERIA A CÉU ABERTO NO CENTRO VELHO

Entre mar e montanhas, é possível ir de teleférico até Monte, a parte alta da cidade. A subida leva cerca de 20 minutos. Lá em cima, fica o Jardim Tropical Monte Palace, espaço de 70 mil metros quadrados com plantas raras vindas de várias partes do mundo, obras de arte e os típicos azulejos portugueses — um conjunto de 40 painéis retrata a história de Portugal.

TELEFÉRICO LEVA À PARTE ALTA DE FUNCHAL
FUNCHAL VISTA DO ALTO DO MONTE

Na volta, a tradição local é descer a bordo do carro de cesto, uma espécie de sofá empurrado ladeira abaixo por dois condutores, sempre de chapéu.

CARRO DE CESTO: TRANSPORTE RADICAL

Você pode testar a sorte no Casino da Madeira, complexo de entretenimento com ambientes que remetem ao Brasil. Além dos salões de jogos e do bar com vista para o mar, possui os restaurantes Bahia e Rio e a discoteca Copacabana.

CASINO DA MADEIRA

Reserve hotel na Ilha da Madeira pelo Booking*

Como curtir a natureza

Declarada Patrimônio da Humanidade pela Unesco em 1999, a Floresta Laurissilva é apenas um dos atrativos naturais da Ilha da Madeira. Uma área de 15.000 hectares que pode ser acessada por caminhos que passam ao lado das levadas, tradicionais canais de irrigação criados para transportar água em grande quantidade do norte ao sul da ilha.

Também é possível desfrutar da natureza da Ilha da Madeira em mergulhos nas piscinas naturais de origem vulcânica, localizadas nas regiões de Porto Moniz ou de Seixal. Aventureiros podem fazer atividades como canyoning, rapel, mountain bike, surfe e parapente.

PISCINA NATURAL EM SEIXAL

Um passeio de catamarã pela Rota dos Fajãs leva o visitante à Ponta do Pargo. Nesse trecho ainda pouco explorado ao sudoeste da ilha o visitante consegue avistar tartarugas, baleias e golfinhos. Durante uma parada prevista no roteiro, é possível praticar snorkeling, stand up paddle ou caiaque.

Por toda a ilha há mirantes para ver o mar, o que também pode ser feito de fortificações, que já defenderam o arquipélago no passado. Uma delas é o Forte de São Tiago, no centro histórico. Há um restaurante nele.

FORTE DE SÃO TIAGO

 

Onde ficar na Ilha da Madeira

Por todas as regiões da ilha o que não faltam são opções de hospedagem 5 estrelas, quase todas com vistas deslumbrantes para o Atlântico. O turismo de luxo prevalece especialmente em Funchal, onde se encontra a maior oferta de acomodações. Na capital há desde apartamentos simples, localizados a 10 minutos do centro, por exemplo, até premiadas unidades de renomadas redes de hotelaria mundial. Quem busca pela Ilha da Madeira no Booking encontra 1.722 propriedades disponíveis para reserva de hospedagem.

HOTÉIS COM VISTA SÃO COMUNS

Presente há mais de 120 anos na ilha, em um penhasco de frente para o mar azul, o Belmond Reid’s Palace foi eleito o melhor hotel de Portugal pela World Travel Awards, em votação pela internet que premia a indústria mundial de viagens e turismo.

A INCRÍVEL LOCALIZAÇÃO DO BELMOND REID’S PALACE

Igualmente vencedor do Oscar do turismo, só que na categoria de melhor hotel sustentável, o Galo Resort Madeira é mais um representante da ilha, que também ostenta o melhor hotel boutique da temporada, o Pestana CR7. Próximo ao porto onde param os cruzeiros, o empreendimento nasceu da parceria da rede portuguesa de hotéis Pestana com o jogador do Real Madrid e da Seleção de Portugal, Cristiano Ronaldo.

O que comer na Madeira

A sofisticação da rede hoteleira da ilha é acompanhada pela cozinha. Il Galo D’Oro é dono de 2 estrelas no prestigiado Guia Michelin, graças à combinação da gastronomia ibérica com a mediterrânea em pratos assinados pelo chef francês Benoit Sinthon.

Mas é da tradição portuguesa que saem os pratos típicos da Ilha da Madeira. Como se pode esperar de uma terra cercada pelo Atlântico, a alimentação tem nos frutos do mar e nos peixes seus produtos mais importantes. Servida como entrada ou petisco, a lapa é um molusco preparado na própria concha. Leva muito alho antes ser comido bem quente, com pitadas de manteiga e de suco de limão.

LAPA, O MOLUSCO DA MADEIRA – Foto: Francisco Correia/Divulgação

O peixe-espada também é produto típico da região. Temperado com alho, sal, suco de limão e pimenta, é servido com banana ou molho de maracujá. Há ainda bifes de atum ao ‘molho de vilão’ (mix de vinagre, azeite, orégano e pimenta), acompanhados de milho em cubos.

Para os carnívoros, existe a espetada. Nesse churrasco madeirense, pedaços de carne bovina são temperados com alho, sal grosso e louro antes de serem levados à brasa, espetados em um galho de loureiro.

ESPETADA – Foto: Academia das Carnes/Divulgação
BOLO DO CACO – Foto: Holger Leue/Divulgação

Outra iguaria local é o bolo do caco, que de bolo não tem nada. Trata-se de um pão arredondado e achatado, assado sobre uma pedra (caco, como é chamada). Come-se com manteiga de alho e salsa.

CÂMARA DE LOBOS (E DOS VINHOS)

Para beber? Além do vinho, a Ilha da Madeira oferece como típico a poncha, mistura que leva aguardente de cana, limão e açúcar (te lembrou a nossa caipirinha, não?). Tours específicos saem de Funchal com destino aos vinhedos da vizinha Câmara de Lobos, a principal cidade produtora da bebida nessa regiões portuguesa. O roteiro, que costuma incluir visita às vinhas, alguns goles e um almoço ao estilo madeirense, passa ainda pelas regiões de São Vicente e Porto Moniz, no norte da ilha.

Reserve hotel na Ilha da Madeira pelo Booking*

O que comprar de souvenir

O vime e o vinho estão entre os produtos que atraem turistas na hora das compras de souvenir. Mas é o bordado da Madeira, introduzido pelos ingleses no fim do século 18, que tem valor de instituição, seja estampando artigos para casa ou roupas. As peças são certificadas por um selo de autenticidade e origem. No centro de Funchal, ficam fábricas e lojas tradicionais, abertas à visitação e, claro, às compras.

INCONFUNDÍVEL BORDADO DA MADEIRA – Foto: Visit Madeira/Divulgação

 

Onde visitar o filho ilustre, Cristiano Ronaldo

O craque português Cristiano Ronaldo é a grande personalidade da Ilha da Madeira. Orgulho que motivou o aeroporto local a ser rebatizado com o nome do atacante do Real Madrid, em abril de 2017.

Eleito pela 5ª vez o melhor jogador de futebol do mundo, ele guarda seus troféus num museu que funciona desde 2013 na capital, Funchal. Do acervo do Museu CR7, que conta a história do craque madeirense, fazem parte vídeos, fotos, taças e uma estátua do craque feita de cera em tamanho natural.

Como ir e o que fazer em Porto Santo

Porto Santo, a outra ilha habitada do arquipélago da Madeira, é acessível por avião ou barco — um ferry sai de Funchal pela manhã e retorna no fim do dia. De areia fina e dourada, sua praia tem propriedades terapêuticas.

PONTA DA CALHETA, PRAIA EM PORTO SANTO – Foto: Turismo da Madeira

Na única cidade da ilha, Vila Baleira, funciona a Casa Museu Cristóvão Colombo. Fotos, mapas e outros objetos do tempo das grandes navegações compõem o acervo, que ocupa a residência onde o explorador e descobridor da América viveu.

CASA DE CRISTÓVÃO COLOMBO, HOJE MUSEU

*Quando você reserva pelo Booking, um percentual do valor é repassado ao Como Viaja. Assim, você contribui para que a gente continue a escrever aqui. Conheça todos os parceiros do Como Viaja, que oferecem passagens, hotéis, guias e reservas de atrações

DEIXE SEU COMENTÁRIO