Imigrantes em São Paulo: festas de italianos, japoneses e portugueses

A São Paulo de imigrantes, como italianos, japoneses e portugueses, celebra costumes e culturas em festas tradicionais pela cidade. Comidas típicas e música não faltam nos eventos de rua com entrada grátis 

Em São Paulo cabe o mundo. Definição que se aplica a cidades que, assim como a capital paulista, receberam grandes levas de imigrantes: japoneses, italianos, espanhóis, portugueses. Na bagagem de tantos estrangeiros vieram sonhos, tradições e costumes que por aqui se fundiram, formando um mosaico que hoje é a base da riqueza cultural paulistana.

A história que cerca a chegada dessas e de tantas outras pessoas que ainda desembarcam em São Paulo pode ser conhecida em uma visita ao Museu da Imigração, localizado entre dois bairros forjados por estrangeiros: Brás e Mooca. É também na área onde está o museu que é realizada, há 22 anos, a tradicional Festa do Imigrante, com uma programação que celebra a cultura de cerca de 50 nacionalidades diferentes, com muita música, apresentações folclóricas e, claro, comidas típicas.

FESTA DO IMIGRANTE – Foto: Divulgação

Mas saiba que não é preciso esperar uma única ocasião para conhecer e apreciar a herança deixada pelos imigrantes. Ao longo do ano, as comunidades estrangeiras de São Paulo promovem festas tradicionais, que reúnem descendentes ou não sob o mesmo pretexto, a celebração da diversidade.

Confira a relação de festas e eventos que homenageiam cultura e costumes de quatro colônias de imigrantes de São Paulo.

JAPONESES: BUNKA MATSURI

No Pavilhão Japonês do Parque Ibirapuera, a tradicional festa da comunidade oferece oficinas de bonsai e ikebana para que gosta de jardinagem e ainda aulas de taissô, um tipo de ginástica oriental, e a tradicional cerimônia do chá. Já no bairro da Liberdade, reduto nipo-brasileiro de São Paulo, a Sociedade Brasileira de Cultura Japonesa e Assistência Social (Bunkyo) recebe apresentações musicais e de dança folclórica, promove venda de comidas típicas e organiza atrações que envolvem origami (a arte secular de dobradura em papel) e mangá, para fãs de histórias em quadrinhos. Entrada grátis em todos os eventos.

VALE SABER

Quando: Em 2017, de 20 a 28 de maio

Site: festajaponesa.com.br

CERIMÔNIA DO CHÁ – Foto: Gabriel Inamine/Divulgação

 

ALEMÃES: MAIFEST

Comerciantes e moradores do Brooklin, na zona sul de São Paulo, transformam quatro ruas do bairro numa embaixada informal da Alemanha com a realização da MaiFest, festa que a cada edição celebra um tema diferente. Em 2017, Lebenswelt (algo como Mundo da Vida) vai inspirar a programação que oferece exposições, shows de dança e de música e apresentações de teatro, tudo com entrada franca. Quem gosta de comidas típicas da Alemanha encontra algumas delas à venda durante o fim de semana do festival, como é o caso do einsbein (joelho de porco) preparado em churrasqueira giratória. Em outubro, mês da Oktoberfest na Alemanha e da festa da cerveja na catarinense Blumenau, o mesmo quadrilátero de ruas recebe a Brooklinfest, outra celebração à cultura germânica.

VALE SABER

Quando: Em 2017, 27 e 28 de maio

Site: maifestsp.org.br

EINSBEIN NA CHURRASQUEIRA GIRATÓRIA – Foto: Divulgação

 

PORTUGUESES: EXPERIMENTA PORTUGAL

Com a finalidade de unir ainda mais lusos e brasileiros, o Consulado Geral de Portugal em São Paulo promove o Experimenta Portugal, um conjunto de ações e eventos espalhados pela cidade. Em 2017, a música portuguesa — do fado ao clássico — fará parte da programação do Theatro Municipal durante a Virada Cultural. Na Pinacoteca do Estado e na sede do consulado, pinturas e poesia portuguesas estarão em exposição aberta ao público. Literatura contemporânea e educação também compõem os destaques da programação do Experimenta, que ainda trará os sabores portugueses para São Paulo, com a possibilidade de provar vinhos de 64 produtores diferentes. Se, de súbito, você tiver vontade de estar do outro lado do Atlântico, embarque no Prazeres 28, a linha de bonde mais famosa de Lisboa que vai fazer uma viagem virtual ao melhor das tradições de Portugal.

VALE SABER

Quando: Em 2017, de 21 de maio a 16 de outubro

Site: consuladoportugalsp.org.br

MARIA JOÃO GRANCHO, DESTAQUE DO EXPERIMENTA 2016 – Foto: Divulgação

 

ITALIANOS: CASALUCE, SÃO VITO, ACHIROPITA E SAN GENNARO

A colônia de imigrantes mais associada a São Paulo mantém festas que se alternam ao longo do ano. Quatro delas celebram santos e santas de devoção de italianos e seus descendentes. Todas têm acesso gratuito e, por isso, vivem cheias, com uma programação que mescla a agenda religiosa com os festejos sempre muito animados.

Desde 1900, a Festa de Casaluce (em 2017, até 28 de maio) envolve cerca de 200 voluntários da paróquia de Nossa Senhora de Casaluce. Eles são responsáveis por preparar muita comida típica para quase 30 mil pessoas que vão ao Brás a cada fim de semana.
No mesmo bairro também é realizada Festa de São Vito (em 2017, de 3 de junho a 9 de julho). A turma põe a mão na massa para saciar o apetite de quem está disposto a comer uma bela macarronada ao som de música italiana tocada por banda.

O Bixiga das cantinas é cenário da Festa de Nossa Senhora Achiropita (sempre em agosto), que toma conta de ruas tradicionais como a 13 de Maio. Há brincadeiras para a criançada, apresentação de música ao vivo e comida boa e farta, do antepasto à pasta.

A Mooca, belo, não poderia ficar de fora. A Festa de San Gennaro (entre setembro e outubro) segue à risca o cardápio de um típico festejo italiano de rua. Tem espaguete, pizza e cannoli (se pedir mais de um, não me vai usar o plural, meu), tarantela tocando em alto e bom som e um batalhão de gente querendo a mesma coisa que você: se sentir na Itália sem tirar os pés de São Paulo.

Booking.com

DEIXE SEU COMENTÁRIO