Argentina além de Buenos Aires e Bariloche: Jujuy, dica de viagem

Jujuy mostra Argentina além de Buenos Aires e Bariloche. Ao lado do Atacama, a dica de viagem pode ser combinada com ida ao Chile. Província fica no norte do mapa, vizinha a Salta

Jujuy, província no noroeste do mapa da Argentina, atrai turistas que desejam conhecer o país vizinho que vai além do tango de Buenos Aires, da neve de Bariloche e dos vinhos de Mendoza, símbolos da cultura e pontos turísticos do país conhecidos internacionalmente. Na fronteira com Bolívia e Chile, esse pedaço argentino mantém vivas as tradições dos povos andinos, refletidas nos costumes e na alimentação. E oferece diversas paisagens para quem busca um estilo de turismo na Argentina com muitas caminhadas na natureza.

QUEBRADA DE HUMAHUACA, EM JUJUY – Foto: Governo de Jujuy

A província de Jujuy se divide em 4 regiões turísticas: Los Valles (no centro do mapa, é a área mais povoada e onde está a capital, San Salvador de Jujuy), La Quebrada de Humahuaca (extensa cadeia montanhosa declarada Patrimônio da Humanidade pela Unesco), Las Yungas (reserva dona de uma das maiores biodiversidades da Argentina, onde ainda vivem guaranís, ocloyas, entre outras etnias) e La Puna (a maior das quatro áreas turísticas, com atrativos típicos da região da Cordilheira dos Andes).

Vizinha da província argentina de Salta, Jujuy também fica ao lado do Atacama, região chilena à esquerda no mapa. Isso possibilita um roteiro que combine o norte dos 2 países, dobradinha indicada para viajantes aventureiros, que apreciam paisagens exóticas.

DESERTO DE SAL EM JUJUY, NA ARGENTINA – Foto: Marcella Eugênio

Como viajar de pacote para lá saindo do Brasil

Jujuy entra no radar dos brasileiros a partir de janeiro de 2018. Um grupo de operadores brasileiras passa a oferecer pacotes de turismo na Argentina com duração de 7 ou 14 noites para lá, em conjunto com a Aerolíneas Argentinas. O voo semanal sairá de São Paulo, sempre aos sábados, com destino à província.

DEIXE SEU COMENTÁRIO