Mercados de Natal na Alemanha 2017: onde ver as melhores feiras

Há mercados de Natal por toda a Alemanha. Veja as melhores feiras em 12 cidades, incluindo Berlim, Frankfurt, Munique e Nuremberg. Entre os mais tradicionais da Europa, eles têm decorações grandiosas e comidas saborosas

ATUALIZADO EM 22 DE NOVEMBRO DE 2017

Quem visita a Europa em dezembro se depara com uma grande quantidade de mercados de Natal, especialmente nas cidades da Alemanha. Para os cristãos, a data que celebra o nascimento de Jesus Cristo é a mais importante do calendário anual, e o período do Advento marca a contagem regressiva para essa comemoração.

Nathalia esteve pela primeira vez em um desses mercados europeus em 2012. O encantamento provocado por essas feiras ao ar livre fez com que ela se lembrasse muito do nosso filho, Joaquim. Foi para ele que a mamãe escreveu a série especial Natal na Europa: uma viagem encantada. Relato sensível e doce da magia natalina no que ela chamou de Terra de Reis e Rainhas.

NATAL EM FRANKFURT – FOTO JOCHEN KEUTE/DIVULGAÇÃO

Na Alemanha, Nathalia visitou quatro dos cerca de 150 mercados montados em pontos históricos de cidades do norte ao sul do país. De Frankfurt, o mais lindo, segundo ela, Nath trouxe para o Joaquim um calendário do Advento — 24 janelinhas para serem abertas dia a dia até a chegada do Natal — dentro de cada uma havia um chocolatinho. Uma menininha em cima de um trenó foi trazida de uma banca de enfeites de Nuremberg. Em Regensburg, Nath encontrou um divertido mercado, com brincadeiras que levavam a criançada ao delírio. Da igualmente pequena Rüdesheim, terra das caixinhas de música, veio um delicado carrossel, que até hoje roda ao som de Noite Feliz.

ENFEITES DE MADEIRA, EM NUREMBERG – Foto: Nathalia Molina @ComoViaja

Essas lembrancinhas e essa magia estão presentes em todos os mercados de Natal alemães, praticamente. Semelhanças que não invalidam uma visita para conhecer as particularidades de cada região do país. Abaixo, uma lista de 12 mercados que atraem milhões de pessoas todos os anos para desfrutarem das cores, sabores e aromas do Natal.

1 > BERLIM

A capital abriga cerca de 50 mercados, dos mais tradicionais àqueles alinhados com a política de sustentabilidade, bandeira de Berlim. Na abertura da 34ª edição do mercado da Igreja Memorial Kaiser Wilhelm, haverá um momento dedicado à memória das vítimas do atentado ocorrido em 2016 — no dia 19 de dezembro, data que marca 1 ano da tragédia, o mercado não funcionará o dia todo. Nos demais dias (27 de novembro a 31 de dezembro), a promessa é de um ambiente acolhedor, tomado pelo cheiro de amêndoas assadas e dos pães de gengibre.

Em Berlim, há feiras no Jardim Botânico, na Prefeitura e até na estação Friedrichstrasse, onde uma pista de curling é a novidade para este ano (27 de novembro a 31 de dezembro). Na Potsdamer Platz (27 de novembro a 26 de dezembro), as atrações são um tobogã e um rinque de patinação. Uma pista de gelo também funciona aos pés da Torre de TV de Berlim (Fernsehturm), na Alexanderplatz (27 de novembro a 26 de dezembro), onde também há um carrossel.

O mercado que se forma na Gendarmenmarkt (27 de novembro a 31 de dezembro) está entre os mais populares, com destaque para as luzes que deixam a Konzerthaus (Sala de Concertos) e a Dom Französischer (Catedral Francesa) ainda mais imponentes. Em todos os lugares não faltam bebidas quentes e comidas boas — há barracas que funcionam como restaurantes, com boa estrutura para se sentar e provar de comida berlinense e pratos da Baviera a receitas italianas e pescados frescos. Na feira da Gendarmenmarkt a entrada custa 1 euro, valor revertido para caridade e para pagamento dos artistas que se apresentam no palco montado em frente à Konzerthaus.

Artesanato típico e produtos originais são oferecidos nas bancas de praticamente todas as feiras. Quem visita os mercados de bairros como o badalado Mitte ou do alternativo Prenzlauer Berg encontra boa oferta de artigos ecologicamente corretos. Para mais informações, consulte a programação completa de Natal de Berlim.

 

alemanha-mercado-de-natal-gendarmenmarkt-berlim-foto-scholvien-divulgacao
MERCADO DA GENDARMENMARKT – Foto: Scholvien/Divulgação

2 > MUNIQUE

Quem chega de avião à capital da Baviera encontra o clima natalino já no aeroporto (até 30 de dezembro). Em meio a 450 pinheiros e uma árvore de 15 metros de altura há tudo o que um bom mercado de Natal deve ter: delícias da culinária que marca essa época do ano, shows diários e artigos para presente — tem até pista de patinação no gelo!

Por ser a principal praça de Munique, a Marienplatz concentra o mais antigo mercado de Natal da cidade (27 de novembro a 24 de dezembro). São 160 bancas com produtos típicos, como bolas de vidro pintadas à mão. Montada em frente à sede da nova prefeitura (Neues Rathaus), a tradicional árvore de Natal é iluminada por cerca de 2.500 lâmpadas. Quem quiser adivinhar o tamanho do pinheiro natural participa de um sorteio que dá direito a prêmios.

Outros 40 mercados celebram o Advento em Munique. A pequena feira perto do Sendlinger Tor, um dos portões medievais da cidade, é cheia de produtos vindos de países como Peru, Letônia e Rússia. Chance de ouro para quem deixa para fazer compras na última hora (27 de novembro a 23 de dezembro). A uma curta caminhada desse mercado, já no bairro de Glockenbachviertel, fica o natal mais cor-de-rosa da cidade, onde gays e lésbicas são super bem-vindos, bem como todos os que prezam pela igualdade (27 de novembro a 23 de dezembro)

No Englischer Garten (27 de novembro a 23 de dezembro), a concentração é debaixo da Torre Chinesa, onde guloseimas não faltam nem artesanato. Crianças brincam no histórico carrossel próximo ao biergarten enquanto adultos aceitam o desafio de um jogo de curling. Um passeio de carruagem para admirar as luzes de Natal do parque também é uma boa pedida. No boêmio Schwabing (1º a 24 de dezembro) destaque para o Kunstzelte, trilha decorada por esculturas natalinas feitas pelos artesãos do bairro. Além disso, uma ação beneficente no dia 10 de dezembro vai arrecadar fundos para uma campanha de alimentação nas escolas. 

Reviver o espírito natalino como se estivesse no século 13 é a proposta do Mittelaltermarkt (27 de novembro a 23 de dezembro). Quem visita o antigo mercado medieval pode se fartar de pratos parrudos como o leitão no espeto ou entornar uma das especialidades locais, o Feuerzangenbowle: açúcar flambado em rum e misturado com vinho tinto, laranja, canela, limão e cravo. Um verdadeiro soco de fogo, numa tradução livre para o apelido dessa bebida. Cavaleiros, malabaristas e contadores de história ajudam a compor todo esse cenário na praça que leva o nome da dinastia que comandou a Baviera por mais de 7 séculos, a dos Wittelsbach. No Residenz, uma vila de Natal é montada no pátio do antigo palácio dos nobres bávaros. Para mais detalhes, consulte a programação do Natal de Munique.

 

LUZES DA MARIENPLATZ – Foto: Divulgação

3 > FRANKFURT

O mercado de Natal de Frankfurt (27 de novembro a 22 de dezembro) é o mais antigo da Alemanha, data de 1393. Hoje em dia, são cerca de 200 barracas espalhadas pelo centro antigo da cidade, em praças históricas como a Paulsplatz ou pelo Mainkai, região às margens do rio Meno.

Na praça Römerberg, o conjunto de construções erguido entre os séculos 15 ao 17 fica lindamente iluminado. O gigantesco pinheiro instalado e iluminado no centro da praça forma um belo contraste com os edifícios envidraçados, que representam o centro financeiro da Alemanha. É em torno da grande árvore que estão bancas onde é possível comprar produtos que são a cara do Natal de Frankfurt, como geléia e mostarda feitos à base do tradicional vinho de maçã — que também serve de matéria-prima na fabricação de sabonete, à venda nas barracas. 

romerberg-frankfurt-alemanha-mercado-de-natal-foto-divulgacao
BARRACAS DA PRAÇA RÖMERBERG – Foto: Divulgação

Os visitantes ainda podem provar delicinhas como o bolinho de massa de batata com molho de maçã ou tomar uma generosa caneca de vinho quente. Durante sua passagem por lá, Nathalia se esbaldou na barraca que vendia batata frita. Ela considera o mercado de Frankfurt como o mais bonito que ela visitou até hoje. Nath trouxe de lá uma caixinha de música e o típico biscoito de canela em forma de coração com o nome do nosso filho, Joaquim. Para outras informações, acesse a programação de Natal de Frankfurt.

Quanta batata!
QUANTA BATATA!

4 > COLÔNIA

Tendo a simbólica Catedral de Colônia como cenário, o principal mercado do centro reúne cores, aromas e sons que celebram o Advento (27 de novembro a 23 de dezembro). Cerca de 160 tendas se esparramam em torno da grande árvore montada especialmente para o período. Famílias e crianças são atraídas para o Expresso de Natal, o trenzinho que percorre outros mercados, como o que é montado na região do porto e próximo ao Museu do Chocolate, duas das paradas obrigatórias do passeio. O Natal de Colônia também celebra a diversidade nas imediações da Rudolfplatz, uma das regiões da cena gay e lésbica da cidade. Para mais informações, consulte a programação de Natal de Colônia.

5 > DRESDEN

Tradição que se repete há 583 anos. Dresden se orgulha de ter 11 mercados de Natal com perfis completamente diferentes, espalhados pela cidade. Mas todos são sinônimo de uma iguaria típica da capital da Saxônia: a Stollen. Para se ter ideia dessa simbologia, são produzidas cerca de 3 milhões de unidades de Stollen só nesta época do ano. Uma versão gigante do bolo recheado de passas e polvilhado de açúcar é preparada no início de dezembro e repartida entre o público na Altermarkt, no centro da cidade. Como nem só de pão vive o homem, o Dresden Striezelmarkt (29 de novembro a 24 de dezembro) reserva boas compras, especialmente de enfeites e de bonecos de madeira fabricados à mão. Todos os anos, uma pirâmide de madeira é montada na Neumarkt, a praça central da cidade. A torre tem cerca de 8 andares, cada um deles decorado com figuras natalinas. A estrutura toda gira graças ao calor gerado por velas acesas na base. Para mais informações, consulte a programação completa de Natal de Dresden.

 

dresden-mercado-de-natal-alemanha-frauenkirche-christoph-muench-divulgacao
DRESDEN – Foto: Christoph Muench/Divulgação

6 > NUREMBERG

O Mercado do Menino Jesus (Christkindlesmarkt) transforma Nuremberg até a antevéspera de Natal (1º a 24 de dezembro). Logo na primeira sexta-feira do Advento, a figura de Jesus menino surge na fachada da Frauenkirche e faz um convite para que todos desfrutem de mais um mercado de Natal — esse ritual existe há mais de meio século, sempre envolvendo a escolha de meninas entre 16 e 19 anos para o papel do Cristo jovem.

As estreitas ruas do centro velho de Nuremberg ficam apinhadas de gente. Em meio ao formigueiro humano, quem busca enfeites tão bonitos quanto os que decoram a cidade encontra uma grande variedade de artigos natalinos feitos a mão. Nathalia ficou impressionada com a quantidade de luzes que chegam a cobrir fachadas inteiras dos prédios históricos. Não é por acaso que este é o único mercado de Natal mencionado entre as top 100 atrações da Alemanha, segundo votação online feita com viajantes de 40 países.

Mas uma visita ao mercado não se dá por completa sem que se experimente um genuíno drei im weggla, sanduíche que leva três salsichas típicas de Nuremberg (bratwurst) dentro de um pão que tem o valor de um guardanapo. Ou então cravar os dentes no lebkuchen, pão de mel que há 600 anos faz a fama da cidade. Para mais informações, veja a programação de Natal de Nuremberg.

 

Nuremberg, Mercado de Natal, Alemanha, Europa - Foto Nathalia Molina www.comoviaja.com.br

 

7 > HAMBURGO

Em Hamburgo não faltam o artesanato e as deliciosas castanhas torradas. Grandes ou pequenas, as feirinhas de Natal se espalham pelo centro da cidade portuária (27 de novembro a 23 de dezembro). Uma das mais belas fica em frente ao prédio da Câmara Municipal (Rathaus) — composta por 80 expositores, tem uma rua toda dedicada à venda de brinquedos. No Winter Pride (27 de novembro a 30 de dezembro), único mercado de Natal em Hamburgo voltado ao público GLS, quem não curtiu algum presente que ganhou tem a chance de participar de uma feira de troca, com parte da renda revertida à comunidade queer.

No Centro, em torno de 150 bancas são erguidas ao longo e no entorno da Mönckebergstrasse (27 de novembro a 30 de dezembro), a principal rua de comércio da segunda maior cidade da Alemanha — bonecos e carrosséis em madeira são os destaques entre os trabalhos dos artesãos locais. O moderno distrito de HafenCity mantém um rinque de patinação e uma padaria que assa bolos e pães natalinos. Até o boêmio bairro de St. Pauli se entrega ao clima de Natal, com apresentações de música ao vivo e boas doses de vinho quente para espantar o frio do fim de ano (até 23 de dezembro). Para mais detalhes, acesse a programação de Natal de Hamburgo.

8 > STUTTGART

Todos os anos, Stuttgart brilha com a proximidade do Natal. Com 25 metros de altura, o pinheiro da Schlossplatz ostenta 40 mil lâmpadas de LED e uma estrela de 2 metros e meio na ponta. Os mercados da cidade estão presentes na Schillerplatz e nas calçadas do Königsbau e da Igreja Colegiada (Stiftskirche). Diariamente (29 de novembro a 23 de dezembro), há concerto de música nos arredores do velho palácio (Altes Schloss). Um mercado de antiguidades movimenta a Karlsplatz enquanto a fachada da câmara municipal é transformada em um grande calendário do Advento, com a abertura de uma janela por vez durante 23 dias. Não faltam guloseimas, de amêndoas cobertas de açúcar ao pão de frutas típico da suábia, região sudoeste da Alemanha. Para saber mais, acesse a programação de Natal de Stuttgart.

 

Alemanha-Stuttgart-Mercado-de-Natal-Foto-Niedermueller-Divulgação
STUTTGART NO NATAL – Foto: Niedermüller/Divulgação

 

9 > LEIPZIG

Em Leipzig, o mercado existe desde meados do século 15 e, atualmente, reúne 250 barracas (28 de novembro a 23 de dezembro). Na Praça do Mercado (Marktplatz) fica a feira principal, local em que uma árvore de 20 metros de altura é ricamente iluminada. O salmão defumado e o vinho quente à moda finlandesa (glögi) são dois clássicos das bancas que funcionam na Augustusplatz . Na mesma praça, uma roda gigante oferece esplêndida visão das luzes de Natal a 38 metros de altura. Diariamente, trombonistas se apresentam na sacada da prefeitura. A música também dá tom nos corais de meninos da Thomaskirche, a igreja de São Thomas. No palco montado no centro do mercado, a criançada pode bater papo com Papai Noel e até fazer um pedido de última hora para o bom velhinho. Para mais detalhes, consulte a programação do Natal de Leipzig.

10 > HANNOVER

Quem visita Hannover no Natal encontra um permanente clima festivo. Na praça Holzmarkt, na centro histórico, 50 árvores iluminadas se esparramam ao redor da fonte Oskar. Por ali, crianças se dividem entre brincar de confeiteiro e se encantar com o teatro de fantoches. Os flammlachs, filés de salmão lentamente defumados, representam o melhor da tradição finlandesa na feira montada na Ballhofplatz (29 de novembro a 22 de dezembro). Ao redor da estação central (29 de novembro a 29 de dezembro) e na área de pedestres de Lister Meile (29 de novembro a 22 de dezembro) encontram-se produtos feitos a mão e delícias carregadas de cheiro e sabor. Para mais informações, acesse a programação do Natal de Hannover.

11 > DÜSSELDORF

A capital alemã da moda tem mercados ao redor da Königsallee, a avenida das lojas luxuosas e caras. Pela primeira vez, a feira terá seu funcionamento estendido (23 de novembro a 30 de dezembro). Este ano, um mercado de contos de fadas foi armado na Schadowplatz, onde o tradicional carrossel deve rivalizar no quesito diversão para as crianças. Não muito longe dali, uma pista de patinação de 1.700 m² também é imã de público. Enfeites de madeira e de vidro estão entre os produtos vendidos nas banquinhas em frente ao prédio da prefeitura. E as guloseimas, claro, não faltam. Para obter mais informações, confira a programação de Natal de Düsseldorf.

 

mercado-de-natal-dusseldorf-foto-divulgacao
LUXO E LUZES DE DÜSSELDORF – Foto: Divulgação

 

12 > HEIDELBERG

O centro histórico de Heidelberg concentra a maior parte dos mercados (27 de novembro a 22 de dezembro), em locais como Bismarckplatz, Universitätsplatz, Marktplatz e Kornmarkt. Na praça Karslpaltz funciona aquela que é considerada a pista de gelo mais bonita da Alemanha. Velas, bonecos de madeira e enfeites produzidos artesanalmente fisgam os interessados em compras. Com canecas em punho, os visitantes se aquecem sorvendo doses do famoso glühwein. Saiba mais, acesse a programação de Natal de Heidelberg. Para mais informações, consulte a programação de Natal de Heidelberg.

Booking.com

DEIXE SEU COMENTÁRIO