SeaLife & AquaDom: Berlim com tudo azul

A cápsula sobe lentamente, enquanto um universo colorido se move ao redor. Estamos sequinhos, pasmos com essas maravilhosas invenções humanas. Quem teve a ideia de botar um elevador dentro de um aquário? A luz que atravessa em torno de 1 milhão de litros de água salgada distorce a imagem das janelas dos quartos do hotel onde foi instalado o AquaDom, um dos atrativos mais azuis de Berlim, gran finale do passeio ao SeaLife.

Fotos: Nathalia Molina @ComoViaja
Fotos e vídeos: Nathalia Molina e Fernando Victorino / @ComoViaja

SeaLife AquaDom Berlim, Aquario Alemanha Viagem - Foto Nathalia Molina @ComoViaja (6) (654x900)Não que a unidade da rede de aquários na capital da Alemanha, com seus 5.000 seres, não se bastasse como programa. Com seus óculos de mergulhador de papel, nosso filho, Joaquim, já tinha corrido os 35 ambientes que recriam ecossistemas subaquáticos. Gostou tanto da brincadeira de explorador do fundo do mar que no gelado início da primavera em Berlim seguiu de máscara pelas ruas da Ilha de Museus (Museumsinsel).

SeaLife AquaDom Berlim, Aquario Alemanha Viagem - Foto Nathalia Molina @ComoViaja (2) (850x635)Mas a experiência do AquaDom faz toda diferença na visita ao SeaLife. Muita gente entra no Radisson Blu, hotel localizado entre a Alexanderplatz (praça central da cidade) e a Ilha de Museus, só para ver o cilindro. Compreensível que virasse ponto turístico. ‘Dom’ em alemão significa ‘catedral’ — no quarteirão ao lado, aliás, fica a de Berlim (Berliner Dom). É natural, então, que algo tão grandioso atraísse atenção.

Com 25 m de altura por 12 m de largura, o tubo aqua brilha no meio do saguão do hotel. É bonito. Mas entrar no AquaDom é outra história. Nem tanto pelos cerca de 1.500 peixes de 97 espécies que o SeaLife informa nadarem ali. Mas por estar lá dentro, rodeado de água, como parte daquele gigante com peso de aproximadamente 2.000 ton.

SeaLife AquaDom Berlim, Aquario Alemanha Viagem - Foto Nathalia Molina @ComoViaja (4) (768x1024)Visualmente mais interessantes são águas-vivas e cavalos-marinhos vistos nas salas do SeaLife. O passeio começa diante de uma porta automática no outro prédio — um corredor coberto separa as 2 alas do DomAquarée, complexo de 71.428 m² onde se encontra o aquário de Berlim. A espera pelo início da visita levou às alturas a ansiedade de nosso mergulhador de papel, então com 5 anos.

SeaLife AquaDom Berlim, Aquario Alemanha Viagem - Foto Nathalia Molina @ComoViaja (5) (1024x768)Um aviso informava sobre a possibilidade de claustrofobia em algumas pessoas. Eu não me sinto confortável em ambientes pequenos ou encoberta por objetos altos. Mas relaxei totalmente nas salas escuras, que simulam o fundo do mar. Apenas agora, ao editar as fotos, me lembrei dessa informação. Foi totalmente apagada pela beleza do programa.

Fernando concorda. Nada marítimo, ele destacou que o lugar não cheirava a maresia, fator que o ajudou a mergulhar de mentirinha no universo subaquático.

Lá dentro, bolas de vidro saltavam das paredes pelos corredores trazendo os peixes para bem pertinho do nosso rosto. Azulada, me senti dentro da água. Com tanto estímulo ao redor, Quim ia de um vidro a outro sem saber onde parar. Correria estancada quando ele se deparou com a parede de águas-vivas. A música, a sequência de cores e os suaves movimentos compunham um conjunto realmente relaxante. Difícil querer sair dali.

SeaLife AquaDom Berlim, Aquario Alemanha Viagem - Foto Nathalia Molina @ComoViaja (26) (675x900)SeaLife AquaDom Berlim, Aquario Alemanha Viagem - Foto Nathalia Molina @ComoViaja (25) (600x800)Outro momento marcante do passeio foi ver a sala Schwarmring, em que o cardume (schwarm) nada em círculo (ring) à nossa volta. Em outro trecho da visita, Quim ficou procurando Nemo e sua turma. Encontrou. Lá e no SeaLife de Munique, outras das 5 cidades que visitamos durante nossa viagem em família pela Alemanha. Também vimos a sala do cardume na capital da Baveira, e foi ótimo repetir a dose.

Das 9 unidades da marca na Alemanha, nós visitamos 3. Depois de Berlim, fomos aos aquários em Munique e dentro da Legoland Alemanha, parque temático na pequena cidade de Günzburg — leia aqui sobre nossa visita. Chamada de Legoland Atlantis by SeaLife, a atração dentro do parque é um pouco diferente das outras 2 que vimos, especialmente pela cenas criadas com os bonecos de Lego mergulhados entre os animais.

Esconde-esconde com o polvo

SeaLife AquaDom Berlim, Aquario Alemanha Viagem - Foto Nathalia Molina @ComoViaja (16) (634x640)A unidade do SeaLife em Berlim tem diversas áreas dedicadas a espécies típicas dos rios do norte da Alemanha: do Spree, que banha Berlim e deságua no Havel, ao Elba, que recebe as águas dos dois para seguir em direção ao Mar do Norte. Todos estão lá representados com seus habitantes. Bom para contextualizar onde estávamos, saber quem vive na região. Mas queríamos mesmo era ver animais marinhos.

SeaLife AquaDom Berlim, Aquario Alemanha Viagem - Foto Nathalia Molina @ComoViaja (23) (800x608)No caso do polvo, ficamos querendo, possibilidade informada na placa que propõe a brincadeira de esconde-esconde (hide & seek). O danado não nos mostrou nenhum de seus 8 bracinhos.

SeaLife AquaDom Berlim, Aquario Alemanha Viagem - Foto Nathalia Molina @ComoViaja (14) (950x713)Mais sucesso teve Joaquim ao encontrar todos as estações para carimbar seu passaporte, dado às crianças na entrada do aquário. Antes mesmo de ver as salas, já corria para marcar no livreto a prova de que tinha passado por aquela área. Só para não esquecer. Depois via tudo, já com o selinho garantido.

Nosso menino adorou brincar no labirinto de espelhos de Netuno (Neptus Spiegellabyrinth). Demos umas boas topadas, e risadas. Rimos também da minha incrível habilidade em lidar com as estrelas do tanque interativo. O povo aqui de casa prefere a contemplação.

E, nesse aspecto, ficamos encantados com o balé da arraia. Tomava impulso com seu corpo em forma de asas e grudava a cara ao vidro, para deslizar até o topo. Repetiu a manobra muitas vezes, até saciar a vontade de adultos e crianças ali parados, celulares e câmeras à mão em busca de um ângulo satisfatório na penumbra.

A nova exposição, aberta depois da nossa visita, também promete muitos registros fotográficos. Em torno de 50 seres descendentes de animais extintos chegaram ao SeaLife para ocupar 4 ambientes montados para a exibição Saurier der Meere (algo como Mares Jurássicos). Entre eles, 4 tubarões de Port Jackson, com suas testas vincadas e proeminentes, vindos da Costa da Austrália. Uma animação dá vida a um pré-histórico plesiossauro.

Reserve seu hotel em Berlim pelo Booking

Horário da refeição dos animais

Outra atividade que faz sucesso com os visitantes é a alimentação de animais. É bom ficar atento aos horários — a tabela pode ser acessada no site oficial, para se programar antes do passeio. Em geral, tem sempre algum bicho comendo todo dia, às 11h30, às 13h30 e às 15h30 no SeaLife.

SeaLife AquaDom Berlim, Aquario Alemanha Viagem - Foto Nathalia Molina @ComoViaja (21) (662x1024)A alimentação no AquaDom ocorre às 14 horas, diariamente (exceto quarta, dia de jejum — também são dados ali 8 kg de comida por dia no restante da semana!). A limpeza do superquário é feita por 3 ou 4 mergulhadores de segunda a sábado, entre 11 e 13 horas.

SeaLife AquaDom Berlim, Aquario Alemanha Viagem - Foto Nathalia Molina @ComoViaja (24) (670x800)As explicações são passadas em alemão e em inglês. Pelos corredores e ambientes do SeaLife, painéis explicam características e particularidades sobre as espécies vistas. A maior parte deles dispõe também a versão na língua inglesa. Não nos fez falta saber o que mais estava escrito apenas no idioma nativo. São muitas informações, portanto, falta tempo para ler tudo de qualquer forma. Para nós, na ida a um aquário conta mais a experiência sensorial. Saímos, então, com os sentidos intensamente aguçados, para seguir vivendo Berlim.

VALE SABER

Endereço: Spandauer Strasse, 3

Transporte: O aquário fica bem no centro de Berlim, quase em frente à Alexanderplatz, principal praça da capital alemã e estação central para vários meios de transporte. De trem (S-Bahn), pegue S5, S7, S9 ou S75; de metrô (U-Bahn), tome U2, U5 e U8; de bonde (tram), escolhe entre M1, M2, M4, M5 e M6. Até de barco dá para se chegar lá; a parada é DomAquarée, nome do complexo comercial onde fica o SeaLife.

SeaLife AquaDom Berlim, Aquario Alemanha Viagem - Foto Nathalia Molina @ComoViaja (33) (675x900)Funcionamento: Diariamente, das 10 às 19 horas — a última entrada no SeaLife é às 18 horas; e o AquaDom abre em torno de 1 hora após a abertura do aquário

Preço: 17,95 euros (online sai por 10,70 euros) — criança, 14,50 euros (pelo site, 8,70 euros); criança abaixo de 3 anos, grátis. As entradas online têm data marcada e não são reembolsáveis

Estão à venda ainda ingressos combinados entre atrações do Grupo Merlin em Berlim: Lego Discovery Centre, Aquário Sea Life, Museu Madame Tussauds e o espetáculo interativo de terror Berlin Dungeon. O pacote custa a partir de 26 euros.

Não é preciso imprimir tickets comprados online. Basta informar o código de confirmação de reserva recebido ou mostrar a mensagem de email no celular na bilheteria do SeaLife

Alimentação: No corredor externo que liga os prédios do SeaLife e do hotel onde está o AquaDom, há diversas opções de restaurantes e lanchonetes. Nós pegamos uma promoção de combo de pizza. Estava boa.

Site: visitsealife.com/berlin


O VisitBerlin, responsável pela promoção turística da cidade, nos concedeu como cortesia o Berlin WelcomeCard, que dá 30% de desconto no valor da entrada do SeaLife

DEIXE SEU COMENTÁRIO