Tag Archives: São Luiz do Paraitinga

Marchinhas e roupa de chita em São Luiz do Paraitinga

15 jan

Foto: Divulgação

Fantasia de chita e disposição para 16 horas de muita marchinha são os acessórios que os foliões devem levar para o Carnaval de São Luiz do Paraitinga, no interior paulista. Neste ano, a festa tem como tema Carnaval Amora em Flor: Semeie Amores, Cores e Fitas e Colherás Flores de Chita. Como de costume, o bloco do Juca Teles abre os festejos no sábado, ao meio-dia, com fantasias de chita e fitas coloridas. Estão previstos na folia 2 palcos, 17 shows e 26 blocos. Depois de percorrer o centro histórico até a Praça Dr. Oswaldo Cruz, os blocos vão à Praça de Eventos, inaugurada para a apresentação das bandas de marchinhas. No Carnaval, haverá ainda desfile de fantasias e blocos infantis.

No fim deste mês, o 27º Festival de Marchinhas esquenta a cidade para a folia. As 20 músicas classificadas serão executadas nos dias 20 e 21. A final ocorre no dia 28. As 10 composições finalistas serão gravadas ao vivo e estarão disponíveis depois para download no site da prefeitura. Ganham ainda prêmio em dinheiro os três primeiros colocados, o vencedor pelo júri popular e o melhor intérprete.

Saci Pererê brinca com você

28 out

Dorme que o Saci Pererê brinca com você

Dorme que o Saci Pererê brinca com você

Meu anjinho, dorme, Saci Pererê

Amanhã cedinho brinca com você

É deliciosa a melodia da canção de ninar Pererê, que Ziraldo criou para embalar seus filhos. A música está no CD e no DVD Pequeno Cidadão, projeto do quarteto Arnaldo Antunes, Edgard Scandurra, Taciana Barros e Antonio Pinto, acompanhados por seus filhotes. O clipe de Pererê (botei abaixo o link disponível no You Tube) tem bem o clima que a figurinha me desperta — no Sítio do Pica-Pau Amarelo, eu adorava o Saci — e é lindo poder passar isso para meu filho.

Na próxima segunda, 31 de outubro, é Halloween. Nada contra Halloween, nos Estados Unidos. Lá faz parte da cultura. Por aqui, nada a ver. Indiferentes ao gosto do freguês, as abóboras já são vistas por aí, fora da tradicional combinação com carne-seca. Nem sei se acho legal essa história de Dia do Saci, no entanto. Para mim, é estranha essa necessidade de reação brasileira. Mas entendo a iniciativa para valorizar o folclore nacional e, especialmente, simpatizo com a figurinha do Saci.

Quem gostar do Saci, da causa e de diversão pode ir à Festa do Saci, de São Luiz do Paraitinga. Até 6 de novembro, a cidade paulista celebra o personagem com shows, oficinas e gincanas, tudo de graça. Hoje tem Saciata, bloco do Saci, às 20 horas. Amanhã às 10 horas, bicicletas saem da Praça Dr. Oswaldo Cruz para o Passeio Saciclístico. No Mercado Municipal, durante a festa, está em cartaz a exposição Vamos Caçar o Saci. Se você encontrar, me conta?

Leia mais sobre criança em: Cidade das Abelhas: diversão em EmbuAcqua Mundo, um passeio pelo aquário do GuarujáIdeias de passeios perto de São Paulo no interior e no litoralGuia completo do Natal Luz de Gramado 201212 dicas para uma boa viagemBarbie em cruzeiro da RoyalSeaWorld Parks anuncia atrações para 2012Star Wars na DisneyNo avião, um bebê que já pagaMinha primeira viagem depois de ser mãeDespedida do filhote no aeroporto com choroBares em São Paulo que vamos em famíliaSouvenir sem cara de souvenirLondres: de Harry Potter à OlimpíadaNo Rio, o verão no invernoExpoflora em HolambraNa areia em Paris ou BerlimSão Paulo, uma mãezonaMais de 500 apresentações no Natal Luz de GramadoDois novos aquários no BrasilQue viagem é certa para você?

Festa no inverno de Paraitinga

7 jul

Nana Vieira/Divulgação

Amanhã começa a 11ª Temporada de Inverno de São Luiz do Paraitinga. A programação, sempre de sexta a domingo, tem teatro, dança e música. Com o nome Um Friuzinho Esquentadô, em referência à cultura caipira, a festa valoriza os artistas locais e recebe o tradicional grupo Demônios da Garoa, no próximo sábado, 9 de julho, às 16 horas. Na sexta 15 de julho, tem seresta pelas ruas da cidade, com saída do Calçadão, às 22 horas. Fabiana Cozza se apresenta no sábado 23 de julho, às 21 horas. No dia seguinte, a cantora comanda uma oficina de canto popular, às 14h30. Antes, há oficinas de pandeiro (às 10 horas) e de violão sete cordas (às 11 horas). A programação é toda gratuita.

Devastada pela enchente de janeiro de 2010, a cidade vem sendo recuperada. Em dezembro passado, o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) tombou o centro histórico, considerado desde então patrimônio cultural nacional. A proteção abrange cerca de 450 imóveis, dentro de uma área que ultrapassa 6,5 milhões de metros quadrados. Isso inclui a criação da Casa do Patrimônio, um centro de referência em preservação para o Vale do Paraíba, com oficinas, palestras e exposições. A Igreja da Matriz deve estar reconstruída em aproximadamente dois anos. Atualmente, todo dia são realizadas visitas monitoradas gratuitas às obras.

%d blogueiros gostam disto: