Viagem de volta ao mundo

Foto: Nathalia Molina @ComoViaja
Fotos: Nathalia Molina @ComoViaja

Passar de um continente a outro, desbravar. Sonho de muita gente, a viagem de volta ao mundo pode ser realizada com diversos meios de transporte. Muito associado ao avião, esse tipo de roteiro também está disponível para que prefere se deslocar de navio e até de trem.

Em qualquer um dos casos, a empreitada exige planejamento, até para reunir os recursos (principalmente financeiros) para conseguir realizá-la. Se esta aventura está em seus planos para o futuro, veja algumas ideias para torná-la possível.

De avião

As 3 alianças aéreas oferecem o bilhete de volta ao mundo, o chamando ‘round the world’. As regras e a quantidade de paradas mudam de uma para outra — leia mais sobre as alianças aéreas e as companhias participantes.

Avião, Na Janelinha - Nathalia Molina www.comoviaja.com.br

Star Alliance

Com 28 companhias aéreas participantes, é a maior aliança aérea. A Star Alliance oferece uma passagem de volta ao mundo com até 15 destinos incluídos. A reserva pode ser efetuada no site da aliança aérea, e o bilhete é emitido tanto pela central de reservas da empresa quanto por agências de viagem.

Depois que o viajante escolher a classe e a origem da viagem, o sistema mostra um mapa mundi, onde é possível clicar nos destinos. Se o número de cidades exceder as 15 permitidas, o sistema avisa. Há 4 tipos de bilhetes com até 26 mil milhas percorridas, 29.000 milhas, 34.000 milhas ou 39.000 milhas. Oferece 1.330 destinos em 192 países para escolher.

Oneworld

Em torno de 1.000 destinos estão acessíveis em cerca de 150 países, na tarifa Oneworld Explorer. Pela internet, é possível traçar o itinerário, reservar o bilhete e concluir a compra. A aliança, da qual a TAM faz parte, dispõe ainda de outra tarifa de volta ao mundo, a Global Explorer, em que o viajante pode usar também companhias aéreas parceiras, de fora da Oneworld. A reserva nesse caso é feita diretamente com uma das empresas do roteiro.

A empresa calcula o preço da passagem com base na classe escolhida para a viagem e no total de continentes que o viajante atravessar. A Oneworld tem sua própria divisão do mundo em 6 continentes, assim: América do Sul, América do Norte (incluindo América Central), África, Europa/Oriente Médio, Ásia (incluindo parte da Rússia) e Oceania (incluindo o sudoeste do Pacífico).

Skyteam

Não há restrição do sentido a ser voado, no entanto o roteiro pela Skyteam deve preencher alguns pré-requisitos, como ter um voo sobre o Atlântico e outro sobre o Pacífico. Em 179 países, existem 1.057 destinos à disposição do viajante, que deve escolher no máximo 15 deles. São 4 tarifas disponíveis, com um total de milhas de até: 26.000, 29.000, 33.000 ou 38.000.

Para quem fica confuso com tanta opção, a Skyteam tem sugestões de viagens com base em temas (Theme Based Journeys). Mas não encontramos sugestões com partida de São Paulo ou do Rio, apenas de metrópoles como Nova York e Paris. Pode servir de inspiração no planejamento.

De navio

Precisa de mais ideias? Então, é bom considerar a possibilidade de conhecer o planeta pelo mar. As companhias também vendem cruzeiro de volta ao mundo, o world cruise. Para roteiros completos, que contornam o globo, as saídas estão previstas agora para 2017.

Se o giro inteiro não interessar, é possível verificar em que portos pelo caminho há embarque para aproveitar uma parte da viagem. As próprias empresas oferecem esses trechos, muitas vezes em seus sites na página em que também apresentam o cruzeiro completo.

Oceania

O primeiro semestre inteiro viajando: de Miami a Miami em 180 dias. A jornada no navio Insignia começa em 6 de janeiro. E já há data para a partida de 2018 para esse giro pelo planeta.

O roteiro inclui o Caribe, a Polinésia Francesa, a Austrália, a Nova Zelândia, portos na Ásia e no Oriente Médio, paradas em Roma, Barcelona e Lisboa na Europa e a travessia até o Canadá, antes da região americana da Nova Inglaterra.

Costa Cruzeiros

Viagem Volta ao Mundo Cruzeiro Navio Costa Luminosa Rio de Janeiro - Foto Costa Cruzeiros Divulgacao (1)
Foto: Costa Cruzeiros/Divulgação

A viagem de volta ao mundo começa em 6 de janeiro em Savona. O Costa Lumisosa passa por cidades como Marselha, Barcelona e Casablanca antes de chegar ao Brasil.

No Rio, o navio terá embarque inédito para esse tipo de viagem, em 23 de janeiro, rumo a Savona novamente. Esse retorno à Itália dura 88 noites — o roteiro completo tem 105. A embarcação visita em torno de 40 portos em 20 países. Mas é possível comprar apenas o trecho da travessia da Europa para o Brasil ou no sentido contrário. A Costa reserva a parte aérea na compra do cruzeiro de volta ao mundo.

Princess

No Around the World Cruise, os viajantes conhecem em torno de 40 destinos em cerca de 20 países. A companhia vende a viagem também em segmentos, como o Austrália & Ásia, com partida em 12 de fevereiro para 18 dias entre Sydney e Hong Kong.

O itinerário completo no Pacific Princess, com 111 dias, começa nos Estados Unidos: em 3 de janeiro em Fort Lauderdale, na Flórida, ou em 20 de janeiro em Los Angeles. Em maio, o Sea Princess parte de Sydney no dia 20, para uma jornada de 104 dias, até retornar à cidade australiana.

Silversea Navio Silver Whisper Viagem de Volta ao Mundo Grand Suite - Foto Divulgacao
Foto: Silversea/Divulgação

Silversea

Seu World Cruise engloba 8 rotas, passando por 62 portos de 25 países, numa jornada com duração de 116 dias. A saída está programada para 6 de janeiro, de São Francisco, na americana Califórnia, a bordo do navio Silver Whisper.

Crystal

Os roteiros chamados de Full World Cruise são viagens de partida e chegada de uma mesma cidade americana para explorar partes do planeta. Por exemplo, o Serenity sai de Miami em 10 de janeiro para contornar a América do Sul. Em 2016, o navio partiu de São Francisco pelo Pacífico, para visitar destinos como Tóquio, Bali e Cingapura.

Cunard

A companhia possui 3 navios que oferecem viagem de volta ao mundo, com embarque em Southhampton, no Reino Unido, ou em Nova York, São Francisco e Fort Lauderdale, nos Estados Unidos. Da 1ª opção de porto, o Queen Victoria parte em 5 de janeiro; o Queen Elizabeth, em 7 de janeiro; e o Queen Mary 2, em 10 de janeiro. Os itinerários duram em média 120 noites, e o Victoria passa pelo Rio de Janeiro.

Regent Seven Seas

As 128 noites do Navigate the World começam em Miami em 5 de janeiro. O Seven Seas Navigator passa por 31 países, visitando 62 portos e 29 pontos do mundo declarados Patrimônio Mundial pela Unesco.

De trem

TT Operadora

Quem gosta de viajar sobre trilhos tem nova opção. No Brasil, a TT Operadora criou o Volta ao Mundo de Trem, primeiro roteiro desse tipo focado no público brasileiro. Durante 26 dias, o viajante embarca em 5 trens e atravessa 3 continentes. Com partida marcada para 29 de agosto de 2017, a viagem de Paris a Toronto tem apenas um trecho aéreo, entre a chinesa Pequim e Vancouver, no Canadá.

Especializada em viagens ferroviárias, a TT Operadora preparou o roteiro sobre trilhos com 5 trens: Expresso Paris-Moscou; Transiberiano; Trans Mongolian; Rocky Montaineer e The Canadian. Um guia brasileiro acompanha os viajantes durante todo o percurso e guias locais se revezam nos trechos da viagem à frente dos passeios.

DEIXE SEU COMENTÁRIO