Bondinho em Whistler: o passeio na gôndola Peak 2 Peak da estação

Tome o bondinho em Whistler, com ou sem neve no Canadá. Com a gôndola da estação, Peak 2 Peak, faça um passeio de 4,4 km, a 346 mÉ o mais longo e mais alto meio de elevação do mundo

Dados e fatos da Peak 2 Peak fazem a festa de quem gosta de informação de almanaque. O caminho percorrido pela gôndola tem 4,4 km de comprimento, ligando os topos das montanhas Whistler e Blackcomb, que, juntas, dão nome à estação no Canadá. Dessa extensão total, o trajeto fica livre de colunas ao longo de 3,024 km, feito que levou o centro de esqui a entrar para o Guinness World Record.

Também está no Livro dos Recordes a altura de 436 m acima do vale, a maior do mundo entre meios de elevação. Para dimensionar o tamanho disso, com 300 m, a Torre Eiffel caberia embaixo da gôndola na parte mais alta em relação ao vale. Está bom para você? Segura que tem mais. Considerando a extensão total da Peak 2 Peak (4,4 km) e os 2 meios de elevação da base até o topo das montanhas, o complexo forma o mais extenso sistema de transporte por cabo do mundo.

Fotos: Nathalia Molina @ComoViaja

Não bastasse tudo isso, a gôndola da estação de esqui Whistler Blackcomb ainda é listada como Canadian Signature Experience. São experiências que o Destination Canada, órgão oficial de divulgação das atrações turísticas canadenses, considera como uma amostragem do que o país tem de melhor e único. Eu já tive a chance de viver algumas delas, e sem dúvida a Peak 2 Peak proporciona ao viajante um momento muito especial.

Como é a gôndola em Whistler

Claro que, quando se fala num passeio nas alturas, no meio de uma cadeia de montanhas, a expectativa é de um visual belíssimo. E isso se concretiza. O trajeto, com 11 minutos de duração, mostra picos, florestas e geleiras. A Peak 2 Peak é uma das experiências mais bonitas que já tive no Canadá, em termos de paisagem.

Vale, rio, lago. Difícil decidir para onde apontar a câmera. Lá vem outro bondinho cruzando. A vila lá embaixo, lá longe. Branquinhas, as montanhas se alinhavam no horizonte. Tive a sorte de pegar um dia lindo, de céu muito azul, um bluebird sky como se diz localmente. A tonalidade destaca ainda mais a cor alva da neve sobre os montes e a vegetação.

Não apenas o horizonte ou os picos merecem atenção, no entanto. Achei impossível não olhar para baixo direto durante o percurso. O que é aquela sequência de pinheiros forrando o terreno montanha abaixo e, depois, montanha acima?

Para ver de perto como funciona a engrenagem e conhecer fatos curiosos sobre a supergôngola, visite a Peak 2 Peak Viewing Gallery, no topo da montanha Whistler. Frases escritas no vidro do guarda-corpo do terminal informam fatos sobre o meio de transporte. Uma escada leva a uma área elevada de onde se veem os bondinhos saindo em direção a Blackcomb.

O que fazer na Peak 2 Peak

Para praticantes de esqui e snowboard, a supergôndola permite explorar com facilidade as 2 montanhas no mesmo dia durante o inverno. Dá para descer Whistler de manhã e Blackcomb à tarde, por exemplo.

Se você for apenas contemplar a paisagem nevada, o mais indicado é comprar um ticket de sightseeing no inverno. Suba até o topo da montanha Whistler. Antes de embarcar na Peak 2 Peak, desfrute da linda vista que se tem de lá. Aproveite para tirar fotos na praça com bandeiras do Canadá e os anéis da Olimpíada de Inverno, realizada em Vancouver e Whistler em 2010.

Outra dica para apreciar tudo o que o visual oferece é esperar para embarcar no bondinho prateado — a maior parte deles é vermelha. O de cor diferente tem o fundo com a área central de vidro. Assim, você consegue acompanhar o que passa dos lados, à frente, atrás e, também, abaixo! Eu gostei, mas não dei sorte de ver nenhum esquiador cortando a neve. Devo admitir que o entorno me cativou completamente e a floresta lá embaixo exerceu efeito magnético pela janela mesmo.

Durante o verão, a experiência Peak 2 Peak 360 inclui o trajeto entre os picos (com a possibilidade de embarcar no bondinhos com fundo de vidro) e uma série de atividades dependendo do período da temporada. Tem parque de neve para escorregar, labirinto de paredões de gelo para caminhadas e pontos para avistar geleiras e animais como ursos. Há ainda a chance de fazer refeições no alto das montes — no Mountain Top BBQ, por exemplo, tem churrasco ao ar livre no topo de Whistler (sexta, sábado e domingo).

VALE SABER

Endereço: Os terminais de embarque na Peak 2 Peak ficam no alto de cada montanha da estação. No inverno, o acesso por gôndola (com bondinho fechado) é feito a partir da base de Whistler. Durante o verão, dá para encarar também o teleférico que sai da parte mais baixa de Blackcomb

Funcionamento: O horário está sujeito às variações climáticas, mas na temporada de inverno (de 24 de novembro a 23 de abril) funciona das 8h30 às 15 horas. Depois, até 22 de maio permanece parada. Volta a funcionar no verão — informo aqui o período quando for divulgado

 

Preço: No inverno 2016/2017, o ticket de sightseeing custa 56,95 dólares canadenses — acima dos 65 anos e entre 13 e 18 anos, 49,95; de 7 a 12 anos, 28,95. Quem compra com pelo menos 3 dias de antecedência economiza 5 dólares canadenses nos 3 primeiros casos e 3 dólares canadenses no ticket infantil.

Durante o verão, os preços e os descontos são os mesmos para o ticket de 1 dia, mas a redução é concedida para quem compra no mínimo 5 dias antes. O passe para a experiência Peak 2 Peak 360 sai por 89,95 dólares canadenses para adultos, 79,95 quem tem acima dos 65 anos ou entre 13 e 18 anos e 44,95 para visitantes de 7 a 12 anos. A antecedência garante 7,45 de desconto no bilhete para adolescentes e 15 nos demais. Crianças de até 6 anos pagam 15 dólares canadenses, independentemente de antecedência

Compras: Eu não resisti a trazer para casa uma caneca com a Peak 2 Peak desenhada nela. Fui tomar café no Starbucks que fica no complexo do Crystal Lodge http://www.booking.com/hotel/ca/c-lodge-and-suites-whistler-british-columbia.html?aid=357116, hotel onde fiquei, e acabei comprando uma. É pesada, cara e enorme (melhor para cereais do que para café), mas eu amo porque me traz aquele momento de volta

Site: whistlerblackcomb.com


Viagem feita a convite do Destination Canada e do Tourism Whistler

Booking.com

DEIXE SEU COMENTÁRIO