Terraço Itália, em São Paulo: restaurante, bar e ponto turístico

Ponto turístico de São Paulo, o Terraço Itália tem restaurante e bar com música, além de bela vista. É ideal para uma noite a dois. É possível jantar à luz de velas ou apenas tomar um drinque

Um restaurante-bar que é ponto turístico de São Paulo. Em 50 anos de existência, o Terraço Itália, no alto do edifício de mesmo nome no Centro, se tornou um ícone paulistano, assim como o vizinho e também emblemático Edifício Copan. Atrai gente interessada em provar de sua gastronomia, mas também os que querem apenas tomar um drinque e aproveitar a linda vista panorâmica da cidade.

Eu já estive algumas vezes no Terraço Itália e digo que ao visual é mesmo bonito. Nos dá a noção do tamanhão de São Paulo: é a tal pujança paulistana ali na nossa cara. A 165 metros de altura, o elegante endereço fica no topo do prédio bem no Centro de São Paulo, numa esquina em curva entre as avenidas Ipiranga e São Luís.

Já almocei no restaurante e já fui namorar ao som do piano no bar. Em todas as vezes, fui levada por paulistanos, tanto em eventos de trabalho como em noites para curtir a dois. É um programa que mostra a beleza de São Paulo como metrópole. E que guarda uma atmosfera romântica, convidativa para uma noite tranquila a dois.

SALA NOBRE DO TERRAÇO ITÁLIA, NO ANOITECER DE SÃO PAULO – Foto: Divulgação

Em 2017, o Terraço Itália celebra seus 50 anos. De maio a setembro, chefs convidados fazem releituras dos clássicos mais pedidos na época em que o restaurante foi inaugurado, na década de 1960. Em parceria com o toscano Pasquale Mancini, chef do Terraço Itália, Marco Renzetti (Osteria del Petirosso), Pier Paolo Picchi (Picchi), Roberto Ravioli (Casa Ravioli), Gianpiero Giuliani (Due Cuochi) e Salvatore Loi e Paulo Barros (Modern Mamma Osteria) assinam um menu especial no restaurante, a cada mês. Sai a R$ 219 por pessoa, com entrada, prato principal e sobremesa.

LAGOSTA AO THERMIDOR, UM CLÁSSICO – Foto: Johnny Mazzilli/Divulgação
FONDANT DE CHOCOLATE COM CALDA DE FIGO E BRANDY – Foto: Johnny Mazzilli/Divulgação

Como é o ícone paulistano, no Centro

​O Terraço Itália não é apenas um restaurante, mas sim um complexo, com 3 salas e 1 bar (com menu de aperitivos). Os ambientes se dividem entre o 41º e o 42º andar do Edifício Itália. No piso mais alto ficam o bar, que funciona de tarde para noite, e a Sala Panorama, aberta para o jantar. Um andar abaixo estão as salas Nobre (abertas todos os dias e noites) e São Paulo (espaço para eventos no almoço durante a semana, é aberta ao público no jantar diariamente e no almoço nos fins de semana). A adega do Terraço Itália conta com cerca de 200 rótulos.

JANTAR NA SALA PANORAMA – Foto: Divulgação

Inaugurado em 1965, o prédio é um projeto do arquiteto alemão Adolf Franz Heep. O edifício de 46 pisos, então o mais alto da cidade de São Paulo, despertou o interesse de Evaristo Comolatti, imigrante italiano, que havia desembarcado em Santos em 1948 e era dono de empresa no setor automotivo. Em 1967, o imigrante abriu o Terraço Itália. O complexo continua na mesma família, e atualmente Sergio Comolatti está à frente do grupo.

COMO ERA NA DÉCADA DE 1960 – Foto: Arquivo/Divulgação

O que fazer no Terraço Itália

Perdão ao paladar e aos chefs, mas o que você não pode deixar de fazer no Terraço Itália é aproveitar a vista panorâmica maravilhosa que se tem de São Paulo. É possível visitar apenas a área externa. Custa R$ 40, com direito a uma taça de prosecco (não é exigida reserva).

Torça para o céu estar aberto e tire fotos e mais fotos da vista da cidade. Vê-se do Centro à Avenida Paulista, passando pela zona norte, com a Serra da Cantareira. Devo dizer que, se você não tem câmera profissional nem a manha de fotografar à noite, o resultado costuma ser melhor durante o dia. Seja como for, provavelmente vai guardar as imagens na memória.

Mas devo dizer que é quase um desperdício ir até lá para apenas registrar umas panorâmicas. A gastronomia, o ambiente elegante e a trilha sonora, claro, dão um toque especial ao programa. Há opções para almoço e jantar, ou apenas para um drinque. Não é preciso fazer reserva — no entanto, em datas comemorativas ou para grandes mesas, é recomendado, para evitar longa espera.

LUGAR ICÔNICO – Foto: Divulgação

Nos fins de semana, você pode almoçar feijoada aos sábados ou aproveitar o buffet italiano aos domingos na Sala Nobre, no 41º andar. De segunda a sexta, também tem buffet de almoço lá. O jantar em todas as noites é climatizado com a luz de velas e música ao vivo.

A noite também é especial na Sala Panorama, no 42º piso, com jazz às quartas e às quintas (a partir das 19h30) e repertório de clássicos nacionais e internacionais às sextas e aos sábados (desde as 20h30), no jantar dançante oferecido ali.

Também dá para curtir apenas o ambiente, bons drinques e o visual da cidade no bar do mesmo andar. De segunda a sexta, funciona a partir das 15 horas; nos fins de semana, a partir do meio-dia.

BAR DO TERRAÇO ITÁLIA, COM A VISTA DA AVENIDA PAULISTA

A vista do Terraço Itália é bonita, e o ambiente é mesmo muito indicado para uma noite romântica. O cenário, a iluminação difusa e a trilha sonora: tudo colabora para um jantar especial ou drinque inspirado a dois. Não à toa o Terraço Itália foi eleito em 2016 pela revista Veja São Paulo como o melhor lugar para se pedir alguém em casamento. Tenho de concordar.

VALE SABER

Endereço: Avenida Ipiranga, 344, 41º andar, Centro, São Paulo

Funcionamento: De segunda a sexta, a partir das 15 horas; sábados, domingos e feriados, desde o meio-dia

Site: terracoitalia.com.br

DEIXE SEU COMENTÁRIO