eTA Canada: isenção de visto canadense para alguns brasileiros

Isenção de visto do Canadá: saiba como funciona a eTA e quem pode solicitar a autorização eletrônica, além de preço e formulário. O documento só é permitido em viagens aéreas de até 6 meses

A esperada isenção de visto no Canadá para alguns brasileiros já está valendo com a implantação da eTA (Electronic Travel Authorization, em inglês; ou AVE, abreviatura de Autorização de Viagem Eletrônica, na tradução do site do Canadá). Saiba abaixo como funciona a eTA do Canadá e leia sobre o preço, a validade e o formulário eletrônico de solicitação. Mas, atenção, nem todo mundo se encaixa nas regras. Então, parte dos turistas do Brasil continuam tendo de dar entrada num visto canadense.

Válida para viagens de turismo no Canadá, além de intercâmbio, negócios e trânsito em aeroportos do país, a eTA só pode ser solicitada para a permanência máxima de 6 meses no país e para entradas no Canadá de avião — vale apenas para via aérea, e não por trem, ônibus, carro ou navio.

A medida tinha sido anunciada pelo governo do Canadá em 31 de outubro de 2016, mas ainda havia muita expectativa pela sua confirmação. Isso porque a implantação da eTA para brasileiros já tinha sido divulgada em outubro de 2015, para entrar em vigor em 15 de março de 2016, mas terminou sendo adiada. Terminou confirmada para 1º de maio de 2017.

A confirmação da isenção de visto para alguns brasileiros sai num ano de festa. A comemoração do Dia do Canadá, em 1º de julho, é especial: são 150 anos do país. A celebração se estende em eventos pelos meses de 2017 em cidades como Ottawa (a capital do Canadá), Toronto, Vancouver, Montréal e Québec. Também para festejar a efeméride parques nacionais e lugares históricos estão com entrada gratuita com um passe da Parks Canada, que administra esses patrimônios ecológicos e culturais do Canadá.

MONTANHAS ROCHOSAS – Fotos: Nathalia Molina @ComoViaja

 

Quem pode pedir a eTA

Brasileiros que tenham obtido visto do Canadá nos últimos 10 anos ou que tenham visto de turista válido dos Estados Unidos (ainda que não tenha sido usado numa viagem para lá) podem solicitar a eTA. Para poder pedir o documento, é preciso que sua viagem seja aérea e dure no máximo 6 meses, para fins de turismo, intercâmbio, negócios ou trânsito por aeroportos canadenses.

A eTA é um documento virtual, que fica conectado eletronicamente ao passaporte do viajante. Nunca é demais, no entanto, imprimir o comprovante da eTA no fim do processo e levar junto com o passaporte.

Importante 1: se você é elegível à eTA, mas seu visto do Canadá está válido, siga viajando com ele até expirar, não é preciso pedir a ETA.

Importante 2: Se você solicitar a eTA e tiver a resposta de que não é elegível a esse documento, pode dar entrada normalmente num pedido de visto. A eTA é uma opção adicional implantada pelo governo do Canadá, mas não interfere no processo de visto.

Quem precisa de visto para o Canadá

Caso você não se encaixe nas regras acima, tem de solicitar um visto canadense. Mesmo que viaje com um grupo ou em família e algumas pessoas possam pedir a eTA, você deve dar entrada no pedido de visto, se você não for elegível à eTA.

Você também precisa de visto se for entrar no Canadá de carro, de trem, de ônibus ou de navio de cruzeiro, já que a eTA vale apenas para viagens aéreas. E isso vale para cada entrada no país. Ou seja, se um brasileiro chega ao Canadá de avião saindo do Brasil, depois aluga um carro, vai até os Estados Unidos e volta ao Canadá com esse carro alugado, ele tem de apresentar um visto para entrar de novo no Canadá (pois vem por terra, não de avião).

Em cruzeiros que passem pelo Canadá (por exemplo, para o Alasca), mesmo sem desembarque previsto no Canadá, o visto também é exigido de brasileiros. De acordo com o Consulado do Canadá em São Paulo, isso ocorre porque, como a embarcação navega em águas canadenses, se uma situação de emergência surgir durante a viagem e o navio tiver de parar, os passageiros precisam de um visto para desembarcar no Canadá.

Importante 1: Caso você tenha passaporte de uma nacionalidade da qual não seja exigido visto para entrar por terra no Canadá (um deles é o passaporte italiano, segundo exemplo citado pelo Consulado do Canadá em São Paulo), use esse para cruzar a fronteira canadense saindo dos Estados Unidos de carro, ônibus ou trem, assim evita ter de pedir visto.

Importante 2: Se seu intercâmbio ou trabalho no Canadá for durar mais de 6 meses, faça um pedido de permissão de estudos ou de trabalho. O visto é emitido automaticamente quando a permissão sai.

TORONTO E SUA TORRE-SÍMBOLO, A CN TOWER

 

Tudo sobre a eTA: preço, validade procedimento

QUANTO CUSTA E COMO SE PAGA

A eTA custa só 7 dólares canadenses — não se paga a cada utilização da eTA, apenas na vez da emissão online. É preciso ter um cartão de débito ou de crédito para fazer o pagamento pela internet

QUAL É A VALIDADE DA ETA

O documento tem validade de cinco anos ou até que a data em que o passaporte expire — o que ocorrer antes. Enquanto estiver válida, a eTa pode ser usada quantas vezes o viajante for ao Canadá por via áerea para viagens de até 6 meses.

COMO É O PEDIDO DA ETA

A eTA é um formulário que o viajante preenche no site do governo do Canadá, respondendo perguntas sobre sua viagem. A solicitação e a emissão são individuais, então, o pedido deve ser feito para cada viajante, o que inclui crianças e adolescentes. Segundo informações do Consulado do Canadá em São Paulo, o aplicativo da eTA online pode ser preenchido também em português, um dos cerca de 15 idiomas disponíveis no site do Canadá para requerimento da eTA.

QUANTO DEMORA PARA SAIR

O governo canadense informa que a eTA leva apenas alguns minutos para sair. Mas há casos em que documentos adicionais são pedidos. Se isso ocorrer, a emissão pode demorar alguns dias.

3 Comments

    • Willian, obrigada por deixar sua pergunta. Eu acredito que sim, sem problemas, já que você pode ser elegível à eTA e o tipo de viagem permitir o uso da autorização, mas numa ida futura ao país essa situação pode ser diferente, por seu roteiro pode exigir um visto. Por exemplo, se fizer um cruzeiro que passe pela costa canadense ou for aos Estados Unidos e voltar por terra.
      De qualquer forma, enviei à dúvida ao Consulado do Canadá em São Paulo e aguardo resposta. Assim que tiver, publico aqui.
      Volte sempre ao Como Viaja! E siga a gente nas redes: busque por @ComoViaja

      • É isso mesmo, Willian, recebi a resposta do consulado: você pode ter uma eTA associada ao passaporte e, ainda com a eTA válida, pedir um visto se for necessário para o tipo de viagem que fará.

DEIXE SEU COMENTÁRIO